Massa lembra início com kart vermelho e quer reviravolta na Williams

Em Interlagos, o brasileiro lembrou o desejo de correr pela escuderia italiana desde criança e projetou um recomeço na equipe britânica a partir de 2014

Comentar
Compartilhar
21 NOV 201315h08

Depois de vestir vermelho nas últimas oito temporadas, Felipe Massa se prepara para trocar a Ferrari pela Williams. Em Interlagos, o brasileiro lembrou o desejo de correr pela escuderia italiana desde criança e projetou um recomeço na equipe britânica a partir de 2014.

“A Ferrari é definitivamente um sonho para todos os pilotos. Lembro que um dos meus primeiros karts e o meu primeiro macacão eram vermelhos. Sempre torci pela Ferrari e competir oito anos pela equipe foi um sonho realizado”, disse Massa na manhã desta quinta-feira.

Longe da briga pelo título desde que perdeu o campeonato de 2008 por um ponto para o britânico Lewis Hamilton, então na McLaren, Massa tem no Grande Prêmio do Brasil, marcado para o próximo domingo, apenas uma oportunidade para se despedir dos companheiros de equipe.

“É um lugar fantástico para correr e terminar um período incrível com a Ferrari. Quero agradecer a todos que trabalharam comigo. Espero que possamos aproveitar essa última corrida pela Ferrari, nos divertir e conseguir um bom resultado”, declarou Massa.

De saída da Ferrari, Felipe Massa fala em sonho realizado e pensa em seu futuro no volante da Williams em 2014 (Foto: Bela Zandelsky/Associated Press/AE)

Antes do acerto do piloto com a Williams, o Brasil se assustou com a possibilidade de ficar sem um representante na Fórmula 1 pela primeira vez desde 1969, temporada que antecedeu a chegada de Emerson Fittipaldi. Com presença garantida em 2014, Massa valorizou o feito.

“Todos sabemos como a Fórmula 1 é importante para o Brasil. O País conta com uma história de muitos pilotos, títulos e vitórias. Temos o automobilismo no sangue e é muito importante manter um piloto na Fórmula 1. As categorias menores não estão em um bom momento, então é necessário dar esse impulso”, disse.

Com míseros cinco pontos, a Williams, defendida pelo venezuelano Pastor Maldonado e pelo finlandês Valtteri Bottas em 2013, supera apenas Caterham e Marussia no Mundial. Assim, Massa vê o novo regulamento como um alento para a próxima temporada.

“Vai ser um recomeço na minha carreira e estou muito feliz. Ainda tenho muito a fazer na Fórmula 1. As regras estão mudando e é uma boa época para começar algo novo e diferente. Estou motivado e para ajudar o time, ser competitivo novamente e mostrar que tudo é possível.”, declarou.