Liderados por Neymar, jogadores dão ‘ovada’ em Muricy Ramalho

O técnico Muricy Ramalho completa 57 anos nesta sexta-feira.

Comentar
Compartilhar
30 NOV 201213h36

O técnico Muricy Ramalho completa 57 anos nesta sexta-feira. Porém, nem mesmo o fato de ser o comandante do elenco santista livrou o treinador da tradicional ‘ovada’, promovida pelos jogadores aos aniversariantes. Comandados pelo atacante Neymar, um grupo de atletas do Peixe invadiu a sala de entrevistas do CT Rei Pelé, ao término da coletiva concedida por Muricy, sujando o técnico com bastante ovo e farinha.

“Parabéns, professor!”, disse a Joia do Santos, que junto com o centroavante André, foi atingido por ovos arremessados pelo zagueiro Edu Dracena, outro que contribuiu para a armação da brincadeira com o chefe. “Aproveitem agora! Mas ainda tem a pré-temporada (em janeiro de 2013). Vocês vão ver!”, retrucou Muricy Ramalho, em tom de brincadeira.

Antes de ser vítima da ‘ovada‘, o treinador havia destacado que a ideia era que a brincadeira fosse realizada no gramado. Porém, a tática de Muricy não deu certo. “Ovada é algo natural no futebol, faz parte. É combinado com eles para não agarrar ou correr, não fazer nenhuma dessas ‘porcarias‘, se não pode complicar a minha coluna. Sento lá e falo para eles ficarem à vontade (risos). Eles vão fazer mesmo, então vim antes aqui para não chegar todo sujo para dar entrevista”, comentou.
 
Depois de ser sujo pelos jogadores, Muricy Ramalho foi embora, reclamando com o lateral-esquerdo Léo, que mesmo com uma bolsa de gelo no joelho direito, no qual realizou uma artroscopia, deixou o Cepraf (Centro de Excelência em Prevenção e Recuperação para Atletas de Futebol), para ajudar os seus colegas de time no ‘trote’ ao comandante.
 
Este foi o último treino dos alvinegros na temporada. O Santos encerra a sua participação no ano enfrentando o Palmeiras, neste sábado, a partir das 19h30 (horário de Brasília), na Vila Belmiro. O clássico diante do Verdão, já rebaixado para a Série B, é válido pela última rodada do Campeonato Brasileiro.

Neymar e André comandaram a ovada em Muricy Ramalho (Foto: Ricardo Saibun)

Colunas

Contraponto