Leonardo não teme concorrência na zaga: “As oportunidades virão”

Campeão Brasileiro, em 2004, e Paulista, em 2007, pelo alvinegro praiano, Leonardo é um velho conhecido de Robinho, Elano, Renato e companhia

Comentar
Compartilhar
19 MAI 201512h45

Marcelo Fernandes tem David Braz e Werley como sua dupla de zagueiros titulares. Gustavo Henrique, prata da casa, corre por fora, mas também é bem visto pela comissão técnica. Jubal e Paulo Ricardo, apesar de ter menos oportunidades, precisaram entrar nas finais do Campeonato Paulista e corresponderam, ganhando moral com técnico. Em meio a tudo isso, Leonardo chega para compor o grupo e não teme toda essa concorrência.

“Não, isso não preocupa. Temos que trabalhar. No dia a dia, vou mostrar meu valor. As oportunidades virão. O Campeonato Brasileiro é muito longo, temos a Copa do Brasil. A oportunidade vai chegar e tenho que estar preparado. Tenho que fazer meu melhor, mostrar serviço, porque o Santos confiou mais uma vez em mim e espero contribuir”, comentou o jogador de 29 anos, que assinou contrato com o Peixe até dezembro da próxima temporada.

Apesar da concorrência no setor defensivo, o zagueiro Leonardo acredita que vai ganhar seu espaço no dia a dia (Foto: Divulgação/Santos FC)

“O David, temos amigos em comum. Werley também. Ficamos felizes, porque, apesar de não estar trabalhando em clubes de grande expressão, teve o reconhecimento deles. Vai ajudar, uma concorrência que quem vai ganhar (com isso) é o Santos. Estou chegando em um clube campeão, tenho que correr e trabalhar. Espero fazer o melhor para o que foi confiado”, completou.

Campeão Brasileiro, em 2004, e Paulista, em 2007, pelo alvinegro praiano, Leonardo é um velho conhecido de Robinho, Elano, Renato e companhia, mas passou o último Estadual entre os reservas do Ituano. O bom relacionamento com os ídolos santistas e velhos amigos influenciou no retorno do defensor, que espera retribuir em campo. “No Santos, hoje, encontramos um grupo com jogadores experientes e com costume de vencer. Hoje, me encontro mais experiente. É reconhecimento pela minha pessoa e confiança no profissional”, finalizou.,