Hinchcliffe deixa UTI e deve se recuperar completamente

O piloto perdeu o controle de seu carro na Curva 3 do Autódromo de Indianápolis após a quebra da suspensão dianteira durante treino e se chocou com força com a barreira de proteção

Comentar
Compartilhar
20 MAI 201519h07

O canadense James Hinchcliffe, que sofreu forte acidente durante a preparação para as 500 Milhas de Indianápolis na segunda-feira, deixou a UTI do Hospital Metodista, onde está internado desde então. Ele foi operado no dia do acidente a região pélvica e na coxa, mas se recupera bem e, segundo os médicos, não deve ter sequelas.

Hinchcliffe perdeu o controle de seu carro na Curva 3 do Autódromo de Indianápolis após a quebra da suspensão dianteira durante treino e se chocou com força com a barreira de proteção. O monoposto teve seu lado direito quase todo destruído e soltou faíscas pelo forte impacto.

Ele foi operado no dia do acidente a região pélvica e na coxa, mas se recupera bem e não deve ter sequelas (Foto: Jamie Gallagher/Associated Press/Estadão Conteúdo)

“Estamos muito satisfeitos com seus progresso e sua condição continua a melhorar. Nossa expectativa, em consulta com os médicos da Fórmula Indy, é que ele tenha uma recuperação normal”, afirmou o doutor Timothy Pohlman, cirurgião chefe de traumas no Hospital Metodista de Indianápolis, nesta quarta-feira.

A colisão de Hinchcliffe não foi a primeira grave para as 500 Milhas de Indianápolis, evento mais tradicional do automobilismo norte-americano. Entre os acidentes anteriores está o de Hélio Castroneves na última quarta-feira, em que seu carro decolou depois de se chocar com o muro de proteção.