Gil segue linha de Tite e vê críticas exageradas ao futebol do Corinthians

O zagueiro admitiu que a consistência não foi mantida nas últimas duas partidas, a eliminação diante do Palmeiras no Paulistão e a derrota para o São Paulo na Libertadores

Comentar
Compartilhar
27 ABR 201514h12

O Corinthians só venceu um de seus últimos seis jogos – com a ajuda da arbitragem –, mas Tite mostra irritação quando é apontada uma queda técnica. O pensamento foi transmitido aos jogadores, sendo Gil o último a manifestar sua discordância em relação às críticas.

“É difícil falar, mas elas têm que ser justas. Se a gente tivesse perdido dez ou 15 jogos, se não tivesse ganhado um clássico no ano, a gente aceitaria numa boa. Como só perdeu um jogo, a gente não tira base nessa crítica, tira base no nosso trabalho”, afirmou o zagueiro. “O que deixa chateado é maneira de que são feitas as críticas.”

Gil até admitiu que a consistência não foi mantida nas últimas duas partidas, a eliminação diante do Palmeiras no Campeonato Paulista e a derrota para o São Paulo na Copa Libertadores. Como o chefe, no entanto, ele apontou o desgaste físico como um adversário maior do que os rivais propriamente ditos.

“Estão falando do rendimento da equipe, que caiu. Não tem condições uma coisa dessas. A gente jogou na quinta, no domingo, na quarta. Claro que a equipe vai sentir um pouco o cansaço, diminuir um pouco o ritmo”, disse o beque, não vendo lições a ser aprendidas no fracasso em dois clássicos seguidos.

“Não tem nem como tirar parâmetro. Jogamos na quinta, depois tivemos um clássico às quatro horas da tarde no domingo. Contra o São Paulo, foram dois jogadores expulsos. Em 28 jogos, perdemos um oficialmente. Não tem por que criticar, cobrar ninguém”, concluiu Gil.

Gil vê críticas exageradas ao futebol do Corinthians (Foto: Agência Corinthians)