Geninho pede presença da torcida para “jogo da vida”

A Portuguesa precisa de apenas um empate para se livrar do rebaixamento.

Comentar
Compartilhar
26 NOV 201217h52

A vitória por 2 a 0 sobre o Inter em pleno Beira-Rio, neste domingo (25), foi importante passo para a Portuguesa na luta contra o rebaixamento à Série B do Campeonato Brasileiro.

A um empate de garantir a permanência na primeira divisão, a Lusa do técnico Geninho conta com o apoio da torcida na partida diante da Ponte Preta, no domingo, 02 de novembro, válida pela última rodada do nacional, tratada como a mais importante da equipe no ano.
 
“Temos que enfrentar a Ponte Preta como o jogo da vida, é o jogo da permanência. Em casa, vamos torcer para que lote, para que a torcida jogue junto e a gente consiga permanecer na primeira divisão. Desde que o campeonato começou, esse foi o nosso objetivo principal”, diz o treinador.
 
Lutando contra a degola desde o início do Brasileiro, Geninho analisa o baixo número de jogadores no elenco da Portuguesa como um dos motivos da campanha irregular da Lusa na competição. 
 
Voltando a reclamar do fato, Geninho também exaltou a postura de seus comandados para conseguir quatro pontos nos confrontos contra os gaúchos Grêmio e Inter, nas duas últimas rodadas.
 
“Temos um grupo limitado quanto ao número de jogadores, mas que respondeu bem no momento mais difícil, onde normalmente as equipes se entregam e morrem. Enfrentamos dois grandes adversários, torço para que tenhamos a mesma pegada contra a Ponte”, completa.
 
Na 15ª colocação, com 44 pontos, a Portuguesa precisa de apenas um empate para se livrar do rebaixamento. Caso seja derrotada pela Ponte, a Lusa só cai para a segunda divisão em caso de vitória do Sport e empate ou vitória do Bahia.

Geninho conta com a força da torcida para vencer a Ponte no Canindé e finalmente salvar a Lusa da degola (Foto: Divulgação)
 

 

Colunas

Contraponto