Feliz com "lição dura" do passado aprendida, Fernandes esquece futuro

Para ele, “há pessoas competentes no Santos” para pensar sobre sua continuidade no comando, que não está efetivamente em questão

Comentar
Compartilhar
04 MAI 201512h48

Marcelo Fernandes recordou o que já passou, especificamente a derrota para o Ituano na final do Campeonato Paulista de 2014, para comemorar a conquista de 2015. Lições do passado e glória do presente eram tudo o que interessava ao técnico do Santos, despreocupado em relação ao futuro.

“Não fico pensando no que vou acontecer”, disse o treinador, que assumiu interinamente o cargo após a demissão de Enderson Moreira e acabou sendo efetivado no meio do Estadual. “Entrei de cabeça na história. Sou funcionário do clube há quatro anos. Nunca tentei puxar o tapete de ninguém.”

Para ele, “há pessoas competentes no Santos” para pensar sobre sua continuidade no comando, que não está efetivamente em questão. Ele começará o Campeonato Brasileiro como o comandante, mas, por ora, prefere comemorar a conquista do Estadual.

Marcelo Fernandes valorizou o trabalho realizado por seus jogadores, campeões paulistas de 2015 (Foto: Djalma vassão/Gazeta Press)

“Temos que valorizar o que é nosso. Vejo gente falar que o Campeonato Paulista não é importante. Como é que não vale nada? Não vale para quem foi ao zoológico no domingo. Para mim, vale muito! Sou campeão paulista. Não é importante para quem não estava na final. Foi a sétima decisão seguida do Santos”, disse Fernandes.

Uma final em que a presença do time praiano não era tida como provável. “Perdemos Mena, Damião, Arouca, Aranha... Mas chegaram excelentes jogadores. O grupo se dedicou demais. Todo o mundo falou: ‘Vamos ser campeões’. Eles sabem o que sofreram. No ano passado, tivemos uma lição muito dura ao perder para o Ituano”, recordou o treinador.