Felipe Massa assina contrato de três anos com a Williams

Esta será a terceira casa do brasileiro na categoria. Já contratado pela Ferrari, o piloto guiou carros da parceira Sauber em 2002, 2004 e 2005

Comentar
Compartilhar
11 NOV 201315h10

Acabou o mistério. Dois meses após anunciar sua saída da Ferrari, Felipe Massa revelou seu destino na Fórmula 1. A partir de 2014, o piloto inicia contrato de três anos com a Williams, substituindo o venezuelano Pastor Maldonado. Seu companheiro será o finlandês Valtteri Bottas, cuja permanência também foi oficializada pela escuderia inglesa.

"Espero que minha experiência possa ajudar a equipe a deixar para trás um período difícil. Estou muito motivado para começar a trabalhar duro desde o começo deste novo desafio da minha carreira", garante Massa.

Esta será a terceira casa do brasileiro na categoria. Já contratado pela Ferrari, Massa guiou carros da parceira Sauber em 2002, 2004 e 2005. Na temporada seguinte, substituiu o compatriota Rubens Barrichello na tradicional escuderia italiana – onde encerra ciclo no GP de Interlagos do próximo dia 24.

Neste domingo, o brasileiro foi ovacionado por cerca de 15 mil torcedores em evento de despedida organizado pela Ferrari em Mugello (ITA), palco de seu primeiro teste pela Sauber.

O brasileiro Felipe Massa assinou contrato de três anos com a Williams (Foto: Associated Press)

Se acostumar com novos companheiros de time, no entanto, não será o único desafio de Massa na Williams. Isto porque a equipe passará a utilizar motores Mercedes, obrigando o piloto a se adaptar a um propulsor diferente após 12 anos guiando carros acelerados pela Ferrari em uma temporada marcada por mudanças na categoria.

"Desde que comecei a correr, não me lembro de uma temporada com tantas mudanças no regulamento. Mas estou preparado para fazer o melhor junto com todos na fábrica em Grove e encontrarmos a direção certa", afirma.

Apesar disso, Frank Williams, fundador e principal dirigente da nova equipe de Felipe, acredita que ele não terá dificuldades. "Felipe é um talento excepcional e um real lutador nas pistas. Ele também traz uma experiência valiosa a este novo capítulo de nossa história", elogia.

Em 11 anos na Fórmula 1, Massa acumula 11 vitórias e 36 pódios. Sua principal temporada foi a de 2008, quando perdeu o título para Lewis Hamilton na última curva do GP do Brasil. Em 2009, um acidente envolvendo mola solta do carro de Rubens Barrichello o tirou da metade final da temporada. Desde que retornou, o piloto ainda não venceu.