Duelo contra o Sport pode marcar a despedida de Robinho do Peixe

A falta de sintonia entre o calendário dos clubes brasileiros e os compromissos da seleção brasileira pode antecipar a despedida do Rei das Pedaladas do time da Vila Belmiro

Comentar
Compartilhar
06 MAI 201508h52

A diretoria do Santos, mais do que nunca, terá de correr contra o tempo para segurar Robinho no clube. Desta vez, a falta de sintonia entre o calendário dos clubes brasileiros e os compromissos da seleção brasileira pode antecipar a despedida do Rei das Pedaladas do time da Vila Belmiro. Isso porque o vínculo de empréstimo do jogador com o Peixe termina dia 30 de junho e, caso o Brasil alcance ao menos a fase semifinal na Copa América do Chile, Robinho voltará já de malas prontas para o Milan, clube que detém seus direitos econômicos, ou para o novo time que acertar sua contratação junto aos italianos.

A competição entre seleções sul-americanas acontece entre 11 de junho e 4 de julho, porém, os atletas terão de se apresentar à equipe de Dunga dia 1º de junho. Até lá, sem contar com qualquer imprevisto de lesão ou suspensão, Robinho entrará em campo com a camisa do Santos em quatro jogos: contra Avaí, Cruzeiro, Chapecoense e Sport. 

O último duelo antes de ter de viajar para se reunir com a deleção canarinho, contra os pernambucanos, está marcado para o dia 31 de maio, domingo, às 18h30, na Vila Belmiro. A partida, válida pela 4ª rodada do Campeonato Brasileiro, pode marcar seu terceiro adeus ao clube que o projetou para o futebol e onde é ídolo. 

Caso sua permanência seja resolvida antes disso, o número de partidas que Robinho pode desfalcar o Peixe aumenta. Durante a Copa América, o campeão Paulista enfrentará São Paulo (03/06), Ponte Preta (06/06), Atlético-MG (10/06), Corinthians (20/06), Internacional (28/06), Fluminense (02/07) e Grêmio (05/07), com a projeção de que Brasil chegue à final. Se for eliminado antes disso, o camisa 7, obviamente, retornará mais cedo ao clube e não perderá tantas partidas do Brasileirão. 

O presidente santista deve embarcar dia 11, próxima segunda-feira, e passar toda a semana negociando a permanência de Robinho (Foto: Ivan Storti/SFC)

Gabriel pode virar moeda de troca 

Modesto Roma Jr está de viagem marcada para a Itália. O presidente santista deve embarcar dia 11, próxima segunda-feira, e passar toda a semana negociando a permanência de sua principal estrela. 

O Santos acena com a possibilidade de prorrogar o empréstimo do jogador até agosto de 2016, quando encerra o contrato entre Robinho e Milan, ou adquirir os direitos econômicos do craque de 31 anos de forma definitiva. E, para isso, Gabriel, que tem contrato até 2019, pode acabar sendo envolvido na negociação. 

O jovem atacante de 18 anos terminou a temporada de 2014 como artilheiro do alvinegro praiano após marcar 21 gols e desbancou Leandro Damião, contratação mais cara da história, entre clubes brasileiros. Porém, com a chegada de Ricardo Oliveira, o atleta acabou perdendo espaço. E se antes o plano era manter Gabriel no Santos até as Olimpíadas do Rio de Janeiro, em 2016, agora o papo mudou de rumo. 

Descontente com a reserva, Wagner Ribeiro, empresário da revelação santista, já vê com bons olhos a ida do camisa 10 para o Milan. No entanto, apenas de forma definitiva. Por empréstimo, o negócio dificilmente será fechado. A troca seria a carta na manga da cúpula alvinegra, caso os italianos topem o investimento na promessa, já que o Santos não tem receita neste momento para comprar Robinho. Uma reunião entre Modesto e Ribeiro está agendada para a próxima semana para tratar do caso. 

Em meio a tudo isso, vale destacar que o Peixe também precisa se acertar com o próprio Robinho. Se não apresentar uma forma de quitar os direitos de imagem atrasados, que não são pagos ao jogador desde agosto do ano passado e somam pouco mais de R$ 6 milhões, o atacante não garante sua permanência e ofertas de outros clubes, como Cruzeiro e Flamengo, passarão a ser analisadas como uma possibilidade viável para o craque.