COL garante presença do estádio do Corinthians na Copa de 2014

Antes da tragédia desta quarta-feira, a arena que sediará o jogo de abertura do Mundial do próximo ano estava 94% concluída

Comentar
Compartilhar
27 NOV 201322h08

O acidente que matou dois operários no canteiro de obras do futuro estádio do Corinthians em Itaquera, na Zona Leste de São Paulo, não deverá tirar a arena da Copa do Mundo de 2014. Quem garantiu foi Ricardo Trade, CEO do Comitê Organizador Local (COL) do torneio.

“Não tem nada a ver uma coisa com a outra. É impossível fazer qualquer previsão neste momento de que isso vai atrasar alguma coisa. De qualquer maneira, a gente não pode pensar que, se atrasar três meses, o estádio vai estar fora da Copa do Mundo”, comentou Trade, em entrevista concedida à Reuters.

Antes da tragédia desta quarta-feira, a arena que sediará o jogo de abertura do Mundial do próximo ano estava 94% concluída. O ex-presidente corintiano Andrés Sanchez, encarregado de gerenciar as obras do estádio, e a construtora Odebrecht evitaram estipular o período de atraso para a entrega do local (inicialmente prevista para o final do ano) após o acidente. A demora especulada é de cerca de dois meses.

Com luto decretado, as obras na arena do Corinthians deverão prosseguir na segunda-feira. Segundo o discurso de Andrés Sanchez, a preocupação atual não é respeitar o cronograma e as exigências da Fifa, e sim confortar as famílias das vítimas da tragédia.

Acidente no setor leste da Arena Corinthians matou dois operários nesta quarta-feira (Foto: Eduardo Galvão/Reprodução)