Alexandre Pato mira Libertadores como trunfo para ser contratado em definitivo

A oportunidade será nesta quarta-feira, diante do Danubio, no Morumbi, e a partida valerá também para ajudar o jogador a realizar o objetivo de mostrar serviço

Comentar
Compartilhar
24 FEV 201518h58

Artilheiro do São Paulo no ano com seis gols em seis jogos, o atacante Alexandre Pato está ansioso para estrear pelo time em Libertadores. A oportunidade será nesta quarta-feira, diante do Danubio, no Morumbi, e a partida valerá também para ajudar o jogador a realizar o objetivo de mostrar serviço e ser contratado em definitivo pelo clube. Emprestado pelo Corinthians o contrato dele termina no fim do ano.

Nesta terça-feira, Pato contou que a meta para ter um bom rendimento em campo norteou até mesmo as suas férias, quando trocou o descanso pelos treinos. "Eu me cobro muito para ser contratado. Nas férias eu não parei, treinei bastante. Meu irmão é o meu personal trainer, então trabalhei bastante. Tenho mais um ano de contrato no São Paulo e gostaria de ficar mais", disse o atacante.

Alexandre Pato será titular no encontro contra o time uruguaio ao ganhar a vaga de Alan Kardec. O atacante marcou dois gols no sábado na vitória por 4 a 0 sobre o Audax e aposta que, se manter a boa fase na Libertadores, ajudará a convencer o clube a renovar o vínculo. "Tenho que continuar trabalhando muito. Agora a minha permanência é um extra e é da parte diretoria", disse. Pato chegou ao São Paulo em fevereiro de 2014 em uma troca com Jadson, que se transferiu na ocasião para o Corinthians.

O atacante contou que disputar e ganhar a Libertadores é um sonho antigo e que já lhe escapou por pouco. "Pude acompanhar a competição quando estava no Inter, quando tinha 16 anos e por somente dois meses não pude ser campeão junto com o elenco (em 2006). Quero jogar e buscar esse título para a minha carreira", comentou. Pato também disputou a competição em 2007, também pelo Inter, e em 2013, pelo Corinthians.

Alexandre Pato será titular no encontro contra o time uruguaio ao ganhar a vaga de Alan Kardec (Foto: Rubens Chiri/SPFC)