X
FCDLESP

Em São Paulo, pesquisa aponta crescimento de 5% nas vendas da Black Friday

Lojistas contam com descontos e promoções para serem os motivadores das compras

O que aponta na pesquisa feita pela FCDLESP, é que o setor de eletrônicos deve apresentar o melhor desempenho nas vendas, em seguida, eletrodomésticos, vestuário e calçados / Nair Bueno/Diário do Litoral

A Black Friday é prevista para o dia 26 de novembro, mas, comerciantes já se animam e colocam algumas ofertas nas lojas. A ideia é oferecer ainda mais oportunidades para os clientes anteciparem as comprar de fim de ano e economizar. Apontada como uma das datas mais importantes para o setor do comércio, a data deve ficar marcada pela retomada da economia pós fim das restrições no estado de São Paulo. De acordo com uma pesquisa realizada pela FCDLESP (Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Estado de São Paulo, com a participação das principais CDLs do Estado, o aumento de vendas deve ficar em torno de 5%.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

Neste ano, os lojistas esperam que o varejo receba uma alta demanda de compra pós pandemia e com o fim das restrições. O consumidor está mais otimista e confiante para as comemorações de fim de ano, segundo a pesquisa realizada. As vendas devem apresentar um equilíbrio entre os dois ambientes, tanto e-commerce na data e com a acelerada adaptação do varejo físico para o on-line, aponta a pesquisa.

Para o Presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas, Nicolau Obeidi, a expectativa das vendas está alta, pois é a primeira oportunidade de movimento com 100% de ocupação permitida. A CDL Santos-Praia afirma que em comparação ao ano passado, o comércio físico deve sentir, na prática, o aumento dessa procura, já que, em 2020, os estabelecimentos estavam com restrições.

“O atual cenário do varejo, pós pandemia, mostra bons resultados e estamos bastante ansiosos para as vendas da Black Friday. Eu acredito que vá ter uma alta demanda no comércio local. A data será uma porta de entrada para o Natal, muitos consumidores pensam em utilizar esse evento para comprar já os presentes de Natal.”, explica o Presidente da CDL Santos-Praia, Nicolau Miguel Obeidi.

O que aponta na pesquisa feita pela FCDLESP, é que o setor de eletrônicos deve apresentar o melhor desempenho nas vendas, em seguida, eletrodomésticos, vestuário e calçados. 

“Além dos descontos e promoções, a facilidade no pagamento deve motivar a compra, já que o consumidor está mais antenado e cauteloso ao pesquisar sobre os produtos.”, finaliza o Presidente Nicolau.

Em relação a contratações para esse fim de ano na pesquisa aponta que 69% dos empresários pretendem contratar funcionários para suprir a demanda nesse período de fim de ano. Mesmo com boas expectativas, o percentual ainda é mais baixo, quando comparado com os números de 2019. Ao todo serão 105 mil vagas abertas. 

“Importante ressaltarmos que a valorização do comércio local nos ajuda a gerar empregos e rendas no setor. Sem dúvida nenhuma o evento vai impulsionar a criação de empregos e as vendas, pensando em fim de ano”, finaliza Obeidi.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Política

Caso de mulher detida após xingar Bolsonaro será investigado em inquérito, decide Justiça

A decisão acata pedido do Ministério Público Federal (MPF), que apura suposta abordagem indevida e abusiva dos policiais rodoviários federais e policiais federais

Eleições 2022

Após Moro dizer que Lula 'arregou', PT afirma que não dará holofotes a ex-juiz

Em postagem no Twitter, Moro disse que Lula "arregou" ao pedir para o partido desistir por ter "medo das verdades incômodas que iriam surgir"

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software