X

Diário Mais

Conheça a verdadeira história dos famosos 'leões' da Praia de Santos

Você sabia que uma das esculturas, na verdade, não representa um leão? Veja fotos da construção de um deles!

Da Reportagem

Publicado em 29/03/2024 às 18:20

Atualizado em 29/03/2024 às 18:39

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

O leão é uma obra do artista Sigismundo Fernandes / Divulgação/PMS

Provavelmente o mais lembrado cartão postal da cidade de Santos, os "leões" (um deles, na verdade, não é um leão) da Orla da Praia são quase que uma parada obrigatória para turistas e munícipes. Afinal, quem é que não tem uma foto com eles? Porém, a história deles, por muitos anos, foi cercada de mistérios.

Siga as notícias do Diário do Litoral no Google Notícias

Podemos dizer que tudo começa em 1940. A primeira escultura, que de fato representa um leão, foi construída naquela década. Toda em concreto e pintada de branco, ela foi entregue no dia 10 de outubro e foi encomendada pela Prefeitura de Santos.

O leão é uma obra do artista Sigismundo Fernandes - que foi presidente do Centro Español e Repatriação de Santos - e pela empresa Labor, que pertencia a ele.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

Conheça também a história da Ilha de Urubuqueçaba, quase virou sanatório e condomínios de luxo.

Ele foi criado como se estivesse caminhando, com a boca aberta simulando um rugido. "O animal vive" em uma área retangular do calçadão da orla, especialmente calçada com um mosaico de bloquinhos de pedra, como os que eram usados originalmente nos jardins da praia.

A ideia da Prefeitura, naquele tempo, era ornamentar a primeira etapa da montagem dos jardins. Inclusive, esta é a única informação oficial nos registros da Fundação Arquivo e Memória de Santos.

Você sabia que o maior reservatório de água do Hemisfério Sul fica na Baixada Santista?

Polêmica.... a outra escultura não é de uma leoa!

A "leoa", na verdade, foi um trabalho dos alunos das oficinas de escultura do Instituto Escolástica Rosa. Na escultura, o felino está sentado sobre um pequeno pedestal, próximo ao leão.

Porém, na verdade, por muitos anos especulou-se que a escultura seria de um jaguar ou de uma onça-pintada. Além disso, não há registro sobre quem fez a peça e nem de como ela foi parar no jardim da Orla de Santos.

No ano de 2008, o veterinário Eduardo Filetti analisou a escultura da "leoa" e concluiu que trata-se mesmo de um jaguar. A conclusão se deu em razão do tamanho da cauda.

A cauda de uma leoa tem, em média, de 30 a 50 centímetros, enquanto a do jaguar é maior. A escultura que fica na praia de Santos tem a cauda 1,20 metro, portanto, é um jaguar.

Apesar de populares, as esculturas não têm valor artístico, pois não foram entalhadas em pedra. São de cimento, aplicado em um molde.

Fonte: Novo Milênio

 

 

 

 

Apoie o Diário do Litoral
A sua ajuda é fundamental para nós do Diário do Litoral. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós do Diário do Litoral temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para o Diário do Litoral continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

SAÍDA CONTURBADA

Neymar foi dispensado pessoalmente por técnico do PSG, afirma jornal

Treinador trabalhou com Neymar durante três anos, quando comandou o Barcelona; em julho de 2023 se encontraram no PSG

JACAREÍ

Com mais de R$ 1 milhão, motorista é detido na Dutra, em SP

Para a polícia, homem afirmou que o dinheiro era da venda de veículos; ele foi levado à PF

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter