Mais de 300 crianças convidam Joãozinho para “Ler lá em Casa”

O mascote que carrega um livro e um caderno acompanha os alunos em sala de aula e, no fim de semana vai para a casa de um deles

Comentar
Compartilhar
17 ABR 201517h20

“Joãozinho! Vamos ler lá em casa?”. Assim começa a promissora amizade entre os pequenos da Escola Municipal Professor João de Oliveira (Rua Manoel Vicente de Brito, s/nº - Morrinhos) e o mascote da leitura. A relação que vai além da escola é um Projeto elaborado pela Unidade de Ensino e coordenado pela Secretaria Municipal de Educação.

A proposta deste trabalho pedagógico está em “criar ou resgatar o hábito de leitura entre a família”, de acordo com a orientadora de ensino, Célia Anselmo de Souza Pinto. O mascote da leitura tem o nome em homenagem à Escola. Ele carrega uma sacolinha colorida, com a missão de despertar o interesse aos livros, nas 331 crianças, do Infantil 4 e 5. Os quatro Joãozinhos irão ficar, cada um com sua turma de segunda à sexta-feira e a cada fim de semana, um aluno diferente leva o Joãozinho para casa.

Segundo a orientadora, levar o Joãozinho para casa dá o direito de empréstimo de um livro e um caderno à criança, “que às vezes, não tem contato com nenhum livro em casa”. Será de responsabilidade dos pais ler para o filho e também relatar sua experiência de leitura em família, no caderninho. “Estamos tentando propiciar esse momento de atenção dos pais para com os filhos e também o exercício de cidadania, pois as crianças irão aprender como cuidar do material escolar”, explicou Célia.

A confecção dos mascotes foi uma atitude nobre feita pela mãe da aluna Rebeca Cavalcante Rosa, chamada Vanessa Cavalcante Rosa. “Ela sempre faz roupinhas para eles brincarem e para colaborar com este projeto fez os quatro bonecos e as sacolinhas”, contou Célia. Para a orientadora, iniciativas como estas são frequentes na Escola. “Nós temos uma comunidade muito participativa, por isso sempre temos bons resultados”, afirmou Célia

Durante a apresentação do Projeto nesta última sexta-feira (17), véspera do Dia do Livro, as crianças corresponderam animadas à proposta. “Eu gosto de ler e vou pedir para minha mãe ler para mim”, contou Cristopher do Infantil 4. Já a Sophia, gostou da bolsinha e do Joãozinho “porque estava muito lindinho”. Ela ainda diz que vai “brincar com ele, zanzar, tirar foto e contar historinha”.