Vulcão no Chile segue em erupção e governo decreta estado de exceção

De acordo com o governo chileno, com o decreto, o general da Força Aérea Jorge Gebauer assume o controle das medidas a serem tomadas nas localidades afetadas

Comentar
Compartilhar
23 ABR 201515h15

A presidenta do Chile, Michelle Bachelet, decretou hoje (23) estado de exceção na região de Llanquihue e Puerto Octay, atingidas pela erupção do vulcão Cabulco. De acordo com o governo chileno, com o decreto, o general da Força Aérea Jorge Gebauer assume o controle das medidas a serem tomadas nas localidades afetadas.

Na manhã desta quinta-feira, Bachelet liderou uma reunião com foco na região próxima ao vulcão Cabulco. Participaram do encontro os ministros do Interior, Rodrigo Peñailillo; da Defesa, Jorge Burgos; da Secretaria-Geral de Governo, Álvaro Elizalde; da Economia, Luis Felipe Céspedes; de Obras Públicas, Alberto Undurraga; da Agricultura, Carlos Furche, e da Saúde, Carmen Castillo.

A presidenta chilena deve visitar ainda hoje as localidades próximas à Região dos Lagos, ao Sul do Chile, onde está localizado o vulcão. Até o momento, cerca de 4,5 mil pessoas que vivem na área deixaram suas casas. A primeira erupção no local foi registrado ontem (22).

O vulcão Cabulco segue em erupção no Chile (Foto: Associated Press)