Vereador Douglas aponta irregularidades na reforma do Hospital dos Estivadores

Ele denuncia falta de equipamentos de proteção. Há também problemas nos pagamentos a alguns operários, que estariam recebendo menos do que estava programado

Comentar
Compartilhar
10 JUN 201410h35

O vereador Douglas Gonçalves (DEM) denunciou, na sessão de ontem, que funcionários contratados pela firma que faz a reforma do Hospital dos Estivadores estão trabalhando sem equipamentos de proteção individual (EPIs).

Há também problemas nos pagamentos a alguns operários, que estariam recebendo menos do que estava programado. Em uma recente tentativa de ver como estavam os trabalhos no local, Douglas Gonçalves chegou a ser barrado na obra e não poupou críticas à empresa responsável pela reestruturação.

Parlamentar da base aliada do prefeito Paulo Alexandre Barbosa (PSDB), Douglas também informou que um grupo de 30 chegou a ser dispensado na última sexta-feira, o que pode comprometer o prazo para a entrega da unidade hospitalar. O prefeito instituiu datas para cumprir etapas, a próxima vence amanhã.

Prefeito vistoriou o local em maio (Foto: Matheus Tagé/DL)

Quem também se mostrou preocupado com a obra no Estivadores foi outro governista, Manoel Constantino (PMDB). Ele achou estranho o fato de os trabalhadores terem ficado confinados no décimo andar do edifício durante a última vistoria feita pelo prefeito ao local, no dia 14 de maio. Isso seria uma estratégia armada pela empresa para evitar que os funcionários demonstrassem o descontentamento ao chefe do Executivo.

O vereador Evaldo Stanislau (PT) informou que levaria o caso ao conhecimento do Ministério Público do Trabalho. “É necessária uma fiscalização”.