Tropas francesas avançam para o Norte do Mali

A região é dominada por extremistas islâmicos que enfrentam com violência o governo oficial do país.

Comentar
Compartilhar
16 JAN 201314h36

O ministro da Defesa da França, Jean-Yves Le Drian, confirmou nesta quarta-feira (16) que tropas francesas avançam para o Norte do Mali (África). A região é dominada por extremistas islâmicos que enfrentam com violência o governo oficial do país. Há três dias, o governo francês enviou tropas para o Mali em apoio às forças oficiais no combate aos extremistas. Os conflitos se intensificaram.

Le Drian disse que o objetivo do deslocamento das forças para o Norte do país é “garantir a segurança das populações e dos cidadãos, dos cidadãos europeus e da cidade”. A estimativa é que no Mali, ex-colônia da França, vivam cerca de 6 mil franceses.

O presidente da França, François Hollande, disse que a intervenção militar no Mali tem como objetivos parar a “agressão terrorista", garantir a segurança de Bamako (principal cidade) e preservar a integridade territorial do país. A ação francesa conta com o apoio dos Estados Unidos e da maior parte dos países europeus.

Segundo Hollande, serão feitos esforços para libertar os reféns dos extremistas que estão detidos no Mali. De acordo com ele, o envio de tropas foi "a única solução" para conter o avanço dos grupos  armados. “A França não tem a intenção de permanecer no Mali", ressaltou. "Mas temos um objetivo, que é garantir