Rodoviária de Santos está em obras até o final de agosto

A principal novidade prevista pelo projeto é o fechamento e a climatização total, que deixarão a rodoviária mais moderna

Comentar
Compartilhar
29 MAR 2020Por Da Reportagem08h31
Cerca de 100 funcionários estão diretamente ligados à obra na rodoviária, que custará R$ 8 milhões.Foto: DIVULGAÇÃO/PREFEITURA DE SANTOS

A reforma da rodoviária vai tornar o equipamento público mais moderno, confortável e funcional para santistas e turistas. A execução das atividades, está focada na demolição de piso e banheiros.

A principal novidade prevista pelo projeto é o fechamento e climatização total da rodoviária. E, durante todo o tempo de trabalho, segundo Antonio Carlos Silva Gonçalves, diretor-presidente da Prodesan (a quem pertence o terminal), vários cuidados estão sendo tomados pela empreiteira responsável pelos serviços, a Solovia Engenharia Construções Ltda.

A obra será entregue até o final de agosto e, além do fechamento e da climatização do espaço, de 7.800 metros quadrados, contempla outras novidades. Haverá uma área central de circulação monitorada, praça de alimentação com lanchonetes, mesas e cadeiras, caixas eletrônicos, lojas de suvenir, guarda-volumes, carregadores para celular e setor de achados e perdidos também estão previstos no projeto.

Os banheiros ganharão espaços para pessoas com deficiência e fraldários e haverá um jardim interno com plantas para tornar o ambiente mais agradável.

A reforma manterá as 13 baias. Atualmente, são 15, sendo que duas não podem ser usadas por conta da altura, já que os ônibus estão mais altos. Elas serão conservadas para ambulâncias, manutenção ou para a própria CET, que administra o equipamento.

A área das baias terá a cobertura ampliada e os conflitos na faixa de circulação de passageiros que embarcam e desembarcam deixarão de existir. Com o aumento da cobertura, os usuários estarão mais protegidos da chuva quando utilizarem os bagageiros dos ônibus. Os pontos de venda de passagens estarão agrupados em um único setor.

Neste momento, 10 baias estão com funcionamento normal. As demais estão sendo remanejadas, atendendo às normas de acessibilidade.