SEDUC

Rebeldes do Iêmen reúnem-se com rivais pela primeira vez desde tomada de poder

As negociações haviam sido interrompidas na quinta-feira, depois de políticos acusarem os rebeldes, conhecidos como Houthis, de recusarem-se a fazer qualquer concessão política

Comentar
Compartilhar
09 FEV 201513h29

Rebeldes xiitas do Iêmen reúnem-se com seus rivais políticos pela primeira vez desde que tomaram o poder na semana passada, quando dissolveram o Parlamento e transformaram seu principal organismo de segurança no governo de facto do país.

As negociações desta segunda-feira, intermediadas pelo enviado da Organização das Nações Unidas (ONU), Jamal Benomar, incluíram representantes da coalizão dos principais partidos políticos do país, assim como do partido do presidente deposto Ali Abdullah Saleh.

As negociações haviam sido interrompidas na quinta-feira, depois de políticos acusarem os rebeldes, conhecidos como Houthis, de recusarem-se a fazer qualquer concessão política, o que inclui a retirada do cerco imposto ao presidente Abed Rabbo Mansour Hadi e aos membros de seu gabinete, que já haviam renunciado a seus cargos em protesto contra os rebeldes.

Na sexta-feira, os houthis dissolveram o Parlamento e indicaram um Comitê Revolucionário para governar o país.