Projeto realiza limpeza das ilhas da Queimada Pequena e Queimada Grande

O evento de despoluição marítima foi realizado pelo terceiro ano consecutivo e já demonstra bons resultados

Comentar
Compartilhar
24 JAN 201417h22

O Evento Internacional ‘Clean Up Dive’ mobilizou um trabalho de limpeza nas proximidades da Ilha Queimada Pequena e a Ilha Queimada Grande, na última quarta-feira (22), em Peruíbe. O projeto tem como objetivo retirar do fundo do mar petrechos de pesca que se perderam ou são abandonados, acabando submersos no fundo do mar. Tais resíduos podem trazem ameaças as embarcações e as espécies marinhas, poluição das praias, incrustação de espécies exóticas e prejudicar a pesca.

“Este é o terceiro ano consecutivo em que a campanha é realizada. Durante o recolhimento, estavam presentes 108 pessoas acompanhando a ação de remoção do lixo marinho. Havia também nove embarcações, que auxiliaram no transporte dos voluntários até o destino do evento”, disse a chefe da Estação Ecológica dos Tupiniquins, Lúcia Guaraldo.

O projeto tem como objetivo retirar do fundo do mar petrechos de pesca (Foto: Divulgação/PMI)

O intuito, além de despoluir, é também orientar as pessoas sobre a importância da conservação marítima. Entre os materiais coletados estavam uma grande quantidade de fragmentos de redes, iscas artificiais e até uma grande âncora. Tudo será enviado para qualificação e quantificação aos idealizadores do projeto, com sede na cidade de Santos. “Mergulhadores profissionais de Itanhaém encontraram aumento expressivo no número de peixes e da fauna marinha”, relatou Lucia.

A campanha foi realizada pelo Instituto Chico Mendes de Conservação a Biodiversidade (ICMBio), com apoio da Prefeitura de Itanhaém e a Câmara Municipal, e em parceria com as entidades Vivamar, Ecosurfi, Pró Mangue, Cofit, Mochileiros Hotel & Pousada, Marina Maitá, Projeto Água Viva/AMA Ecoturismo, Polícia Ambiental, Corpo de Bombeiros,  Projeto Lixo Zero, Parque Estadual Serra do Mar- Núcleo Curucutu e sociedade civil.