Praia Grande avança no ranking nacional de saneamento básico

A Cidade saltou três posições com relação ao ano de 2017 e agora ocupa a 29ª colocação

Comentar
Compartilhar
26 ABR 2019Por Da Reportagem19h01
Praia Grande melhorou sua posição no Ranking do Saneamento Básico – 100 Maiores Cidades do BrasilPraia Grande melhorou sua posição no Ranking do Saneamento Básico – 100 Maiores Cidades do BrasilFoto: Divulgação/PMPG

Praia Grande melhorou sua posição no Ranking do Saneamento Básico – 100 Maiores Cidades do Brasil. O estudo, referente a 2018, foi executado pelo Instituto Trata Brasil. A Cidade saltou três posições com relação ao ano de 2017 e agora ocupa a 29ª colocação. O Município está à frente de grandes capitais, como, por exemplo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre e Brasília.

A tendência para os próximos anos é de melhorar ainda mais e galgar novas posições no ranking do Saneamento Básico. Isso por Praia Grande já está recebendo obras da Sabesp, que terão grande impacto na balneabilidade das praias e qualidade de vida de munícipes e também turistas que visitam a Cidade. Os serviços totalizam investimentos de R$ 450 milhões. Entre as ações, destaque para o prolongamento de dois emissários submarinos, do Canto do Forte e Tupi, além da implantação de duas estações de pré-condicionamento (EPC) nesses locais.

Esses trabalhos em desenvolvimento no Município fazem parte da nova fase do Programa Onda Limpa. A iniciativa da Sabesp é considerada como o mais importante projeto de recuperação ambiental da América do Sul, por meio da implantação e ampliação do sistema de coleta e tratamento de esgoto.

“Este é um investimento de grande relevância ambiental e social. Com essa extensão dos emissários e a nova tecnologia de trabalho, a Cidade ganhará muito. Todas essas obras fazem parte do contrato assinado no primeiro semestre do ano passado. Existe um sentimento de que estamos avançando neste sentido”, comentou o prefeito de Praia Grande, Alberto Mourão.

Baixada Santista - Regionalizando a análise dos dados do Instituto Trata Brasil, Praia Grande também tem o que comemorar. Por conta de todo trabalho e investimentos realizados, o Município é o segundo melhor índice da Baixada Santista na pesquisa, atrás apenas de Santos.

“A Cidade está aumentando sua cobertura da rede coletora de esgoto nos últimos anos. Ao término de todas as etapas do Programa Onda Limpa, teremos em torno de 100% de saneamento básico. E isso significa menos mortalidade infantil, menos doenças e muito mais saúde e qualidade de vida para a população”, analisou Mourão.