Polícia está investigando a causa da morte do artista Jorge Selarón

O artista plástico Jorge Selarón, de 65 anos, encontrado morto na manhã de hoje (10).

Comentar
Compartilhar
10 JAN 201321h10

A Divisão de Homicídios da Polícia Civil fluminense está investigando o motivo da morte do artista plástico chileno Jorge Selarón, de 65 anos, encontrado morto na manhã de hoje (10) na escadaria que ele decorou na Lapa, região central da capital fluminense.

De acordo com o órgão, existem três linhas de investigação para o caso: homicídio, crime passional e suicídio. A perícia da Divisão de Homicídios esteve esta tarde no local onde o corpo foi encontrado. Ele estava carbonizado e com uma lata de removedor de tintas ao lado.

Na década de 1990, Selarón montou um mosaico de azulejos coloridos que transformou os degraus da escadaria da Lapa em um ponto turístico. O seu ateliê fica ao lado da escadaria que leva ao Convento de Santa Teresa. O artista costumava vender seus quadros no próprio local, o qual chamava de Escadaria do Selarón.

Nos últimos meses o pintor e ceramista vinha sofrendo ameaças do ex-colaborador do seu atelier Pablo Sérgio Rabello, que queria uma parte do lucro de seus quadros. No fim do ano passado, o artista registrou um boletim de ocorrência na 7° Delegacia de Polícia, em Santa Teresa, por agressão.

Selarón montou um mosaico de azulejos coloridos que transformou os degraus da escadaria da Lapa em um ponto turístico (Foto: Nelson Porto)