Milícias xiitas atacam cada vez mais jornalistas

As milícias xiitas tomaram as sedes de três órgãos de comunicação desde janeiro, indicou a organização de defesa dos direitos humanos

Comentar
Compartilhar
23 MAR 201512h10

A organização Human Rights Watch (HRW) alertou hoje (23) para o fato de milícias xiitas houthis no Iêmen estarem cometendo uma série de ataques e abusos contra jornalistas desde que o conflito se agravou, em janeiro.

Ao longo das últimas semanas, "verificou-se um aumento de detenções arbitrárias e da violência contra jornalistas e outros profissionais de mídia pela Ansaruallah", o movimento dos houthis, que controlam a capital iemenita Sanaa, declarou a HRW.

As milícias xiitas tomaram as sedes de três órgãos de comunicação desde janeiro, indicou a organização de defesa dos direitos humanos, acrescentando que outros grupos estiveram também envolvidos nesses ataques.

A HRW citou o caso de um jornalista identificado como Abdel Karim Al Khiwani, assassinado em 18 de março em Sanaa. A vítima, diz a organização, era conhecida por ser próxima da liderança da Ansaruallah e o seu assassinato foi reivindicado pela Al Qaeda.