Mãe de vítima da dengue protesta contra Saúde em Guarujá

A família de Kaylane Martins, de 6 anos protestou ontem à tarde, em frente ao prédio da Prefeitura de Guarujá

Comentar
Compartilhar
18 JAN 201309h14

A família de Kaylane Martins, de 6 anos, que morreu vítima de dengue hemorrágica, no dia 3 de fevereiro, protestou ontem à tarde, em frente ao prédio da Prefeitura de Guarujá, contra o atendimento na rede pública.

A mãe de Kaylane, Dayane Martins Cortizi, pediu para falar com representantes da Prefeitura sobre a morte de sua família. Familiares e amigos levantavam faixas criticando o atendimento no PAM Rodoviária e no Hospital Santo Amaro, onde Kaylane deu entrada.

Nas faixas, eram atribuídas ao sistema de saúde de Guarujá “incompetência, desleixo e descaso”.

Em nota, a Prefeitura de Guarujá esclareceu que os familiares da menina Kaylane Martins, que participaram de manifestação em frente ao Paço Municipal Moacir dos Santos Filho serão recebidos por representantes das secretarias do Governo e da Saúde hoje, às 11 horas, na Secretaria de Governo.