X

Cotidiano

Justiça condena 17 pessoas por jogo do bicho e lavagem de dinheiro

Além dos réus citados, diversas outras pessoas estariam envolvidas com a organização, mas ou não foram identificadas ou morreram no processo

Da Reportagem

Publicado em 23/02/2024 às 14:37

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Os condenados atuavam diretamente e indiretamente em jogo do bicho na Rua Tiradentes, no bairro Canto do Forte, em Praia Grande. / Divulgação/Prefeitura de Praia Grande

Na terça-feira (20), o juiz Antonio Carlos Martins, da 2ª Vara Criminal do Foro de Praia Grande, condenou 17 pessoas, entre elas três bicheiros, quatro guardas municipais e quatro policiais militares, pelos crimes de formação de organização criminosa, corrupção passiva e ativa, peculato e lavagem de dinheiro. Os condenados atuavam diretamente e indiretamente em jogo do bicho na Rua Tiradentes, no bairro Canto do Forte, em Praia Grande.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

Além dos réus citados, diversas outras pessoas estariam envolvidas com a organização, mas ou não foram identificadas ou morreram no processo.

A denúncia foi recebida no dia 10 de fevereiro de 2016, constando que os acusados estavam, desde 2014, integrando uma organização criminosa armada. Além disso, parte dos acusados teria oferecido vantagens a funcionários públicos para determiná-los a praticar e omitir atos de ofício, infringindo deveres profissionais.

O policial civil envolvido, já falecido, na época do crime, teria deixado de atuar no local de jogos de azar por conta de uma promessa feita.

Três dos denunciados teriam ocultado e dissimulado a origem, localização, disposição, movimentação e a propriedade de bens, direitos e valores direta e indiretamente, além das infrações contra a ordem tributária, contra a administração pública e de jogo do bicho.

Na decisão da sentença, o juiz considerou os fatos devidamente descritos, com detalhamento dos delitos, além de considerar que a denúncia trouxe indícios suficientes de autoria em relação aos acusados, cujas responsabilidades penais foram demonstradas. 

Os acusados foram condenados a cumprir penas que variam entre 7 e 17 anos em regime fechado.

A Prefeitura de Praia Grande informou que o município ainda não foi oficiado da sentença, visto que a cidade não figura como parte no processo criminal.

 

Apoie o Diário do Litoral
A sua ajuda é fundamental para nós do Diário do Litoral. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós do Diário do Litoral temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para o Diário do Litoral continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

ESPORTE REGIONAL

Portuários Stadium reúne crianças e adolescentes com o ThaiKids em Santos

Evento acontece no próximo dia 27

Polícia

Homem é esfaqueado em briga no Atacadão, em Santos

O caso ocorreu no Atacadão da Avenida Nossa Senhora de Fátima, no bairro Chico de Paula.

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter