Itanhaém vira rota para voos comerciais

O anúncio será realizado durante a reinauguração do terminal de passageiros nesta quinta-feira (5), às 10 horas, na Avenida Batista Campos, no Jardim Oásis.

Comentar
Compartilhar
05 SET 2019Por Da Reportagem07h00
O ano 2020 será de novidades para o Aeroporto de Itanhaém Dr. Antonio Ribeiro Nogueira JúniorFoto: Divulgação

Preparado para voos mais altos, agora comerciais. O ano 2020 será de novidades para o Aeroporto de Itanhaém Dr. Antonio Ribeiro Nogueira Júnior, que terá investimentos na segurança de pousos e decolagens, com o auxílio de instrumentos e um Sistema Indicador de Rampa de Aproximação de Precisão (PAPI), importante apoio visual à navegação aérea. O anúncio será realizado durante a reinauguração do terminal de passageiros nesta quinta-feira (5), às 10 horas, na Avenida Batista Campos, no Jardim Oásis.

Por enquanto, apenas voos executivos e o aeroclube funcionam no local. De olho no potencial do mercado, o presidente da concessionária VoaSP, Coronel Marcel Moure, responsável pela administração do Aeroporto de Itanhaém e mais quatro no Estado, protocolou junto à Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) pedido para viabilizar a classificação do Aeroporto de Itanhaém como sendo comercial, para voos nacionais e de apoio às plataformas de petróleo (offshore).

O consórcio cumpre uma etapa importante do processo de concessão ao entregar ao Município um terminal moderno. Outro importante ganho para a região será a implantação do sistema de pouso por GPS, que permitirá voo por instrumentos. Além disso, Itanhaém passará a contar com outro equipamento, o PAPI, um sistema para orientar os pilotos com auxílio luminoso, que ajudam no momento do pouso da aeronave.

Para o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Eliseu Braga Chagas, investir no Aeroporto de Itanhaém trará benefícios para a economia na região. "O investimento no local impulsionará a cadeia produtiva que envolve todo trade turístico, possibilitando um futuro promissor para o Litoral e Vale do Ribeira".

VOA SP.

A empresa nasceu com o objetivo de criar um novo conceito no mercado da aviação. Além de Itanhaém, a VoaSP administra os aeroportos de Bragança Paulista, Campinas, Jundiaí e Ubatuba.

Colunas

Contraponto