Irmãs inovam e montam trailer de bijuterias em Peruíbe

Empreendedoras apostam na venda de bijuterias e acessórios, no bairro da Estação, há cerca de três meses

Comentar
Compartilhar
18 SET 2021Por Nayara Martins08h00
Mariana e Verena acreditam no crescimento das vendas no trailer “Catarina”, localizado na avenida 24 de dezembro, no bairro Estação, em PeruíbeMariana e Verena acreditam no crescimento das vendas no trailer “Catarina”, localizado na avenida 24 de dezembro, no bairro Estação, em PeruíbeFoto: Nair Bueno/DL

O trailer “Catarina” chama a atenção das pessoas que transitam pela avenida 24 de Dezembro, no bairro da Estação, em Peruíbe. Isso porque as irmãs Mariana de La Questa Wah, de 35 anos e Verena de La Questa Wah (32) decidiram inovar e montar um espaço para a venda de bijuterias e acessórios.

Colares, pulseiras, brincos, anéis, relógios, óculos, bolsas, carteiras e chapéus podem ser encontrados no local. O trailer funciona de segunda a sexta-feira, das 10 às 17 horas e, aos domingos, das 10 às 13 horas.

Mariana explica que o nome “Catarina” foi inspirado no mesmo nome de sua filha. E que a ideia surgiu, no final ano passado, mas devido à crise financeira causada pela pandemia da Covid-19 foi adiada.

“Já trabalhamos com comércio há algum tempo, junto com minha mãe que já possuía um box de bijuterias na feira de artesanato em Mongaguá. Após alguns anos, viemos morar e trabalhar em Peruíbe, com boxes na Praça Ambrósio Baldin, no centro da cidade”.
Mas veio a pandemia e as atividades na feira foram suspensas. “Chegamos a vender bijuterias nas ruas do município”.     

Além disso, a família inteira pegou o vírus da Covid-19, no mês de fevereiro deste ano. “Nossa mãe e dois tios não resistiram e acabaram falecendo devido à doença, no início de junho”, lamenta.

No final de junho, elas decidiram colocar a ideia em prática e abrir o trailer “Catarina”, na avenida 24 de Dezembro. “Precisávamos fazer algo diferente para poder sobreviver”, diz Mariana.

Não bastasse o abalo da perda da mãe e dos tios, as duas irmãs sofreram um prejuízo na madrugada do dia 8, após o feriado de 7 de setembro, pois tiveram a porta do trailer arrombada por assaltantes. Afirmam que o prejuízo foi enorme, pois toda a mercadoria foi levada do local.

Na última semana, elas contrataram uma empresa para substituir a porta e, ainda, uma outra firma de segurança para instalar um alarme mais eficiente. “Após tudo o que passamos não será isso que vai nos abater”, desabafa.        

Inovar   

Mariana e Verena estão bastante otimistas e acreditam no aumento das vendas.

“Sempre tivemos a ideia de inovar e não copiar os produtos. Pensamos em fazer algo diferente e decidimos pesquisar e comprar, de início, um trailer. Depois, pensamos em qual local ele poderia ser instalado”, explica Verena.

Elas contam que o trailer já foi comprado adaptado, com as prateleiras para as mercadorias. Para comprar as bijuterias e os acessórios e repor o estoque, as duas viajam para São Paulo e Limeira, uma vez por semana.

“Apesar de trabalharmos com uma mercadoria mais barata e acessível, nosso produto é de boa qualidade”. Os valores variam entre R$ 10,00 (brincos) a 20, 00 e R$ 30,00 (colares e pulseiras) e as bolsas a partir de R$ 40,00.  Entre os mais procurados estão os colares e os brincos.

Aprovação

Os clientes, segundo Mariana, são da própria cidade, pois elas não dependem de turistas. As bijuterias e os acessórios são oferecidos tanto para mulheres como para homens.

“Temos um público fiel e a recepção foi maravilhosa. Por ser o primeiro trailer de bijuterias da Baixada Santista, acredito que as pessoas aprovaram”, frisa. 

Mariana chegou a fazer um curso técnico e iniciou a faculdade de Enfermagem, mas não concluiu, pois não havia se identificado com a área.

Verena também trabalhou em outros comércios, como em uma autoescola e em um restaurante de comida japonesa. Porém, ambas chegaram à conclusão de que elas deviam ter o seu próprio negócio.

As duas irmãs já pensam em ampliar o comércio. A partir do próximo ano, elas querem montar uma franquia e abrir um novo trailer em outro ponto do município.

Interessados em conhecer as bijuterias e acessórios do “Catarina” podem acessar as redes sociais, no Facebook como catarina bijuterias e acessórios e no Instagram @catarina_bijuterias.