Imóveis de três bairros de Santos recebem inseticida contra chikungunya

Região Central concentra 12 dos 22 casos de chikungunya registrados neste ano

Comentar
Compartilhar
12 AGO 2020Por Da Reportagem12h30
Animais de estimação também não devem ser expostos à pulverização. Portas e janelas devem permanecer abertas.Foto: DIVULGAÇÃO/PMS

Uma nova aplicação de inseticida será realizada no Centro, Paquetá e Vila Nova, após a confirmação de mais oito casos de chikungunya recentemente. Nesta quinta-feira (13), das 9h às 17h, os imóveis localizados no entorno da residência de pessoas que contraíram a doença recebem a ação, que tem como foco eliminar o mosquito Aedes aegypti em sua fase adulta, quando está apto a transmitir a doença, além da dengue, zika e febre amarela urbana. Em caso de chuva, a ação é transferida para outra data.

Ao todo, a Região Central concentra 12 dos 22 casos de chikungunya registrados em Santos neste ano.  Doze agentes de combate a endemias estão envolvidos na ação, dos quais nove se revezarão na tarefa de nebulizar o inseticida.

Eles percorrerão 31 quadras localizadas dentro de perímetro formado entre a Rua Xavier da Silveira/ Antonio Prado, Av. Senador Feijó, Rua Marechal Pego Junior e Rua Dr. Cóchrane.

A estratégia da nebulização para combate à chikungunya segue rigorosamente os protocolos estabelecidos pelo Ministério da Saúde, que fornece o inseticida ao Município. Não há indicação para o uso indiscriminado do produto na Cidade.

PREPARAÇÃO

Na segunda-feira (10), os agentes iniciaram a preparação dos imóveis, com vistorias e remoção de potenciais criadouros. Concluída na terça, a ação resultou na eliminação de 30 focos com larvas.

A nebulização é realizada apenas em áreas abertas como quintais, corredores e pátios. Todas as pessoas devem sair do local e só retornar meia hora depois de terminada a aplicação do inseticida. Roupas devem ser tiradas do varal previamente. Alimentos, bebedouros e comedouros de animais devem ser guardados. Animais de estimação também não devem ser expostos à pulverização. Portas e janelas devem permanecer abertas.