X
Cotidiano

Hospital dos Estivadores, em Santos, será entregue em 2019

Investimentos na ordem de R$ 113 milhões virão do Governo do Estado para a Baixada Santista no próximo ano

O Hospital dos Estivadores tem hoje 131 leitos, de uma capacidade total de 223 / Divulgação/Fotos Públicas

O Hospital dos Estivadores, em Santos, será finalmente entregue, em sua totalidade, no próximo ano. O que garante a promessa são os investimentos na ordem de R$ 113 milhões do Governo do Estado para a área da saúde da Região.

O anúncio de pleno funcionamento do complexo foi dado ontem pelo prefeito Paulo Alexandre Barbosa, durante sua apresentação de prestação de contas e dos resultados do Plano Diretor de Metas (PDM) da Prefeitura referentes a 2018, na Câmara de Santos.

O contrato de custeio da unidade hospitalar entre Município e Estado foi publicado no Diário Oficial do governo estadual na última terça-feira. “Hoje são 131 leitos, dos 223 possíveis. Ano que vem, teremos o hospital aberto com 100% de sua capacidade, atendendo o santista e toda a Baixada Santista”, afirmou o prefeito.

De acordo com o secretário de Saúde, Fábio Ferraz, além dos leitos, os recursos possibilitarão a ampliação dos serviços. “Um deles, por exemplo, será a cirurgia vascular, que é uma demanda da região e que passará a ser feita nos Estivadores”. O quadro de funcionários também será ampliado – atualmente são cerca de 470 servidores do Instituto Oswaldo Cruz, além dos prestadores de serviços terceirizados como limpeza e segurança.

Estrutura

Dos atuais 131 leitos em funcionamento, 67 são de clínica médica, dez de UTI adulta, oito cirúrgicos, 36 de maternidade e dez de UTI neonatal. O Complexo conta ainda com cinco salas de parto, pré-parto e pós-parto, dois centros cirúrgicos e duas salas cirúrgicas obstétricas. De fevereiro de 2017 até dezembro de 2018 foram realizados 4.273 partos; 21.117 atendimentos no Pronto Atendimento Obstétrico e 10.279 exames (entre USG geral, ecocardiograma, eletrocardiograma, endoscopia e colonoscopia).

Ações e resultados

Os resultados do Plano Diretor de Metas (PDM) da Prefeitura, referentes a 2018, foram apresentados pelo prefeito. A prestação de contas englobou as ações realizadas pela Administração, conforme determina a legislação.

Foram detalhados temas como receita, medidas de redução de gastos, despesas com pessoal, investimento público, parcerias com a iniciativa privada e processos digitais. E, ainda, equipamentos e obras entregues e previsões de entrega para 2019 nas áreas de saúde, habitação, educação, cultura, mobilidade e assistência social. O prefeito também explanou sobre as etapas das obras do programa Nova Entrada de Santos.

“Essa é uma audiência pública importante para a Cidade e para o Legislativo com a oportunidade de mostrar, com transparência, a situação financeira do Município e as propostas e expectativas para 2019”, ressaltou Barbosa, destacando que uma grande conquista para a Cidade neste 2018 foi a ­cobrança do IPTU para os terminais portuários.

O prefeito ­também divulgou as avaliações de resultados do PDM e do Participação Direta nos Resultados (PDR), com os indicadores de eficiência das diversas secretarias. Entre as metas cumpridas, na área da Saúde, por exemplo, o tempo resposta do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), com chamados atendidos em até 15 minutos.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Santos discute queda de Carille em reunião nesta segunda

Dois PMs morrem com suspeita de febre maculosa durante curso

Vítimas eram instrutores da COPC, que teve uma fase de curso em área de mata. Casos seguem em análise pela Fiocruz

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software