Hospital dos Estivadores, em Santos, será entregue em 2019

Investimentos na ordem de R$ 113 milhões virão do Governo do Estado para a Baixada Santista no próximo ano

Comentar
Compartilhar
13 DEZ 2018Por Da Reportagem08h00
O Hospital dos Estivadores tem hoje 131 leitos, de uma capacidade total de 223Foto: Divulgação/Fotos Públicas

O Hospital dos Estivadores, em Santos, será finalmente entregue, em sua totalidade, no próximo ano. O que garante a promessa são os investimentos na ordem de R$ 113 milhões do Governo do Estado para a área da saúde da Região.

O anúncio de pleno funcionamento do complexo foi dado ontem pelo prefeito Paulo Alexandre Barbosa, durante sua apresentação de prestação de contas e dos resultados do Plano Diretor de Metas (PDM) da Prefeitura referentes a 2018, na Câmara de Santos.

O contrato de custeio da unidade hospitalar entre Município e Estado foi publicado no Diário Oficial do governo estadual na última terça-feira. “Hoje são 131 leitos, dos 223 possíveis. Ano que vem, teremos o hospital aberto com 100% de sua capacidade, atendendo o santista e toda a Baixada Santista”, afirmou o prefeito.

De acordo com o secretário de Saúde, Fábio Ferraz, além dos leitos, os recursos possibilitarão a ampliação dos serviços. “Um deles, por exemplo, será a cirurgia vascular, que é uma demanda da região e que passará a ser feita nos Estivadores”. O quadro de funcionários também será ampliado – atualmente são cerca de 470 servidores do Instituto Oswaldo Cruz, além dos prestadores de serviços terceirizados como limpeza e segurança.

Estrutura

Dos atuais 131 leitos em funcionamento, 67 são de clínica médica, dez de UTI adulta, oito cirúrgicos, 36 de maternidade e dez de UTI neonatal. O Complexo conta ainda com cinco salas de parto, pré-parto e pós-parto, dois centros cirúrgicos e duas salas cirúrgicas obstétricas. De fevereiro de 2017 até dezembro de 2018 foram realizados 4.273 partos; 21.117 atendimentos no Pronto Atendimento Obstétrico e 10.279 exames (entre USG geral, ecocardiograma, eletrocardiograma, endoscopia e colonoscopia).

Ações e resultados

Os resultados do Plano Diretor de Metas (PDM) da Prefeitura, referentes a 2018, foram apresentados pelo prefeito. A prestação de contas englobou as ações realizadas pela Administração, conforme determina a legislação.

Foram detalhados temas como receita, medidas de redução de gastos, despesas com pessoal, investimento público, parcerias com a iniciativa privada e processos digitais. E, ainda, equipamentos e obras entregues e previsões de entrega para 2019 nas áreas de saúde, habitação, educação, cultura, mobilidade e assistência social. O prefeito também explanou sobre as etapas das obras do programa Nova Entrada de Santos.

“Essa é uma audiência pública importante para a Cidade e para o Legislativo com a oportunidade de mostrar, com transparência, a situação financeira do Município e as propostas e expectativas para 2019”, ressaltou Barbosa, destacando que uma grande conquista para a Cidade neste 2018 foi a ­cobrança do IPTU para os terminais portuários.

O prefeito ­também divulgou as avaliações de resultados do PDM e do Participação Direta nos Resultados (PDR), com os indicadores de eficiência das diversas secretarias. Entre as metas cumpridas, na área da Saúde, por exemplo, o tempo resposta do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), com chamados atendidos em até 15 minutos.

Colunas

Contraponto