Guarujá assina pacto de enfrentamento de violência contra mulher

Município é o segundo da Região a assinar o convênio para auxiliar mulheres

Comentar
Compartilhar
28 MAR 201400h52

A prefeita de Guarujá, Maria Antonieta de Brito, assina nesta sexta-feira, às 9 horas, na Câmara Municipal de Guarujá (Avenida Leomil, 291 - Centro), o convênio de Pacto Nacional pelo Enfrentamento à Violência contra as Mulheres com o governo estadual, por intermédio da Secretaria Estadual de Justiça e da Defesa da Cidadania. A cerimônia contará com a presença da presidente do Conselho Estadual da Condição Feminina de São Paulo, Rosemary Correa.

No convênio, o Município se compromete a criar uma rede de enfrentamento ao problema e oferecer auxílio às mulheres. A solenidade integra a programação do Mês da Mulher em Guarujá.

O Pacto Nacional pelo Enfrentamento à Violência contra as Mulheres faz parte da Agenda Social do Governo Federal e consiste em acordo federativo entre o governo federal, governos estaduais e municípios para o planejamento de ações visando a consolidação da Política Nacional de Enfrentamento à Violência Contra as Mulheres, por meio da implementação de políticas públicas integradas.

Prefeita assina convênio hoje, às 9 horas, na Câmara Municipal (Foto: Arquivo DL)

Seminário regional

Na sequência da assinatura do Pacto Nacional pelo Enfrentamento à Violência contra as Mulheres, a Câmara de Guarujá será o palco do Seminário Regional ‘Conhecendo a Rede de Enfrentamento à Violência Contra a Mulher’, hoje, das 9 às 16 horas. O evento, integrante da programação do mês da Mulher, é uma realização da Câmara Temática Especial de Políticas Públicas para Mulheres do Conselho de Desenvolvimento da Baixada Santista (Condesb) e reunirá os nove municípios da Região.

Segundo a presidente da Câmara Temática, Eugênia Lisboa Homem, o Seminário fortalecerá a Região Metropolitana e apresentará propostas concretas para ações que busquem unir forças e assim os projetos sejam consolidados.

“As gestoras municipais que representam as cidades, identificaram a necessidade de uma troca de experiências entre a Região para identificar os pontos primordiais no atendimento à mulher vítima de violência”, ressalta Eugênia.

Na oportunidade, as gestoras municipais das secretarias de Assistência Social irão expor seus projetos e compartilharão suas experiências. O encontro contará com a presença da subsecretária de Assuntos Parlamentares da Casa Civil e presidente do Conselho Estadual da Condição Feminina, Rosemary Correa, Nazira Levy Brudniewski, membro da Câmara Temática dos Direitos das Mulheres e representante da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social, entre outras autoridades da Região.