Vistoria detecta instalação de poços artesianos em cinco estabelecimentos comerciais

A equipe inspecionou pousadas, hotéis, supermercado, condomínios residenciais

Comentar
Compartilhar
27 MAR 201416h54

Na última terça-feira (25), foi realizada uma vistoria em estabelecimentos comerciais de Guarujá, com objetivo de detectar a instalação de poços artesianos. A vistoria foi coordenada pela Sabesp e envolveu, Polícia Ambiental, setores técnicos da Prefeitura de Guarujá (Vigilância Sanitária e Fiscalização de Comércio) e a Guarda Civil Municipal.

A equipe inspecionou pousadas, hotéis, supermercado e condomínios residenciais. No total foram fiscalizados cinco estabelecimentos e em todos haviam instalações de poços artesianos. Em dois deles, os reservatórios estavam desativados. Nos outros três, os recipientes estavam em plena utilização e foram interditados pela Vigilância Sanitária.

A coordenadora da Força-Tarefa da GCM, Valéria Amorim da Silva ressalta que “foi constatado que a água extraída do poço estava sendo utilizada para consumo e preparo dos alimentos” conta.

De acordo com o diretor de Vigilância em Saúde, Marco Antônio Chagas, a utilização da água desses poços, pode provocar riscos à população, caso seja, usada no preparo de alimentos.

Os proprietários dos estabelecimentos foram orientados e os poços interditados. “Como a Sabesp estava junto os fiscais interditaram os locais e notificaram os comerciantes, posteriormente os fiscais farão uma nova visita nesses locais, e caso, haja reincidência, será aplicada a multa que é a partir de R$ 200. Variando de valor dependendo da gravidade da infração”, explica Marco Antonio.