Escultura sofre nova ação de vândalos

No último fim de semana, a mão esquerda do monumento foi arrancada. A peça foi recolhida do chão por funcionário e entregue à Secult para restauro

Comentar
Compartilhar
03 MAR 201516h04

Pela quarta vez a estátua Corretor de Café, localizada no bulevar da Rua XV de Novembro (Centro Histórico), sofreu a ação de vândalos. No último fim de semana, a mão esquerda do monumento foi arrancada. A peça foi recolhida do chão por funcionário da Prefeitura na manhã de domingo (1º de março), ao lado da escultura, e entregue à Secretaria Municipal de Cultura (Secult) para restauro, que será executado sem o recolhimento da obra de arte ao acervo da secretaria. No início de janeiro, um dos dedos da estátua, da mesma mão decepada, já havia sido quebrado e aguardava reposição.

O ‘Corretor de Café’ foi removido à Secult para reparos em fevereiro de 2013, após sofrer o segundo vandalismo. Na ocasião, teve a lata que carrega em uma das mãos reposta, dedos arrancados refeitos e perfurações e rachaduras seladas. Também ganhou preenchimento de cimento e argila expandida, alem de receber pintura e acabamento.

Inaugurada em 24 de julho de 2012, a obra de arte, confeccionada em fibra de vidro policromada e com 1,90 metro de altura, sofreu a primeira depredação depois de dois meses da entrega, quando teve as costas perfuradas. Foi restaurada e devolvida em dezembro de 2012. A criação é do artista Daniel Gonzalez (morto em 2011).