Divulgado gabarito de prova para quadro de apoio escolar da BS

Candidatos poderão consultar no Diário Oficial desta terça-feira, 1º, o gabarito da avaliação que pode elevar o salário em até 35% e foi realizada no último domingo

Comentar
Compartilhar
01 ABR 201411h43

A Secretaria da Educação do Estado de São Paulo divulga nesta terça-feira, 1º, o gabarito da prova inédita de promoção para funcionários do quadro de apoio escolar das 5 mil unidades de ensino da rede estadual paulista. Ao todo, 13.293 funcionários realizaram a prova no último domingo, sendo 375 da Baixada Santista, e podem conquistar percentual de aumento de salário de 20% para os agentes de serviços escolares e 35% no caso dos agentes de organização escolar e secretários de escola.

A participação é voluntária e puderam fazer inscrição servidores que preencheram alguns pré-requisitos como: ter um mínimo de cinco anos de efetivo exercício, cumprir taxa mínima de assiduidade, possuir certificado de Ensino Médio ou equivalente – para os cargos de agente de serviços escolares e agentes de organização escolar – e diploma de graduação de nível superior – nos casos dos secretários de escola.

A prova de promoção por mérito para servidores faz parte das ações da Secretaria para a valorização dos funcionários da Educação, uma das prioridades da Pasta. Os educadores da rede estadual já participam de processo semelhante e desde o início da ação, em 2010, já foram mais de 100 mil professores, diretores e coordenadores promovidos.

“A iniciativa reforça nosso compromisso com os profissionais que atuam na maior rede de ensino do País. As ações de promoção são simultâneas a outras políticas em curso, como a construção em conjunto do plano de carreira e o aumento histórico do quadro efetivo de professores, com a realização do concurso público para 59 mil cargos”, afirma o secretário da Educação, professor Herman Voorwald.

Ao todo, 13.293 funcionários realizaram a prova no último domingo (Foto: Divulgação)

Os servidores do quadro de apoio escolar que participaram da prova inédita poderão ser promovidos para a faixa salarial imediatamente superior àquela em que se encontram hoje. A previsão é que o exame ocorra a cada dois anos.