David Uip desmente boato sobre mutação do mosquito Aedes Aegypti

Rumor circula nas redes sociais e por mensagens de WhatsApp, e teria partido de Taboão da Serra, na Grande São Paulo

Comentar
Compartilhar
02 MAR 201520h44

O secretário de Saúde do Estado de São Paulo, David Uip, negou que haja uma versão mais resistente e mutante do mosquito Aedes aegypti, o transmissor da dengue. A declaração foi em resposta ao boato que circula nas redes sociais e por mensagens de WhatsApp, por meio de uma gravação em áudio. Ouça clicando aqui.

Na mensagem, uma mulher fala sobre uma reunião que teria sido convocada pelo secretário David Uip para alertar os municípios sobre os riscos do novo tipo da dengue.

O boato teria partido de Taboão da Serra, na Grande São Paulo.

A secretária de Saúde do município, Raquel Zaicaner, também desmente a informação. Segundo ela, não há qualquer consistência na informação sobre a mutação do Aedes aegypti.

A secretária, no entanto, fala que pode ter sido mal interpretada. Em uma audiência pública na Câmara Municipal ela afirma ter dito, com base em estudos científicos, que “o mosquito tem se tornado mais resistente”, mas as formas de combate não mudaram.

No Estado, os casos de dengue subiram mais de 900% neste ano.

David Uip negou que haja uma versão mais resistente do mosquito (Foto: Arquivo/DL)