Copa do Mundo não deve atrapalhar casais no Dia dos Namorados

Pesquisa do Sindicato do Comércio Varejista da Região revela expectativa de aumento nas vendas para a data

Comentar
Compartilhar
04 JUN 201410h25
Apesar da abertura da Copa do Mundo coincidir com o Dia dos Namorados, os comerciantes da região apostam que o Mundial não deve atrapalhar a comemoração dos apaixonados de plantão. A expectativa é de até 6% de aumento nas vendas dos presentes românticos em comparação ao ano passado, segundo pesquisa realizada pelo Sindicato do Comércio
Varejista da Baixada Santista.
 
“Ano passado as vendas já foram boas para a data. Se esse ano atingir 6% de aumento, vai ser ótimo”, diz o presidente do sindicato Alberto Weberman, que está esperançoso para a movimentação em torno da data.
 
A pesquisa realizada pelo sindicato entrevistou 400 lojistas. Do total, 87% acreditam que as vendas terão um aumento este ano.  
 
Para aumentar as vendas, 35% dos empresários do setor têm investido em promoções, 32% em vitrines bem arrumadas, 9% em propaganda, 7% em novos produtos, e demais respostas que somaram 17%.
30% dos entrevistados pretendem presentear a pessoa amada com roupas (Foto: Matheus Tagé/DL)
 
Mais procurados
 
A pesquisa revela ainda quais são os presentes mais procurados para presentear a pessoa amada. 500 consumidores foram entrevistados. A maioria deles (31%) pretende comprar perfumes para agradar o namorado ou namorada.
 
Em seguida, a intenção de consumo está em roupas, com 30% das respostas. Além destes, também foram citados presente românticos e tradicionais como flores, acessórios, calçados, livros, joias e bijuterias, itens automobilísticos, celular, boné, pelúcia, lingerie e produtos de informática, respectivamente.
 
O ticket médio dos gastos com presentes para o Dia dos Namorados deste ano será entre 101 e 200 reais, segundo 43% dos entrevistados. 33% pretendem gastar entre 51 e 100 reais, 10% entre 201 e 300, 9% até 50 reais, e 5% mais de 301 reais.