Ciclovia da Avenida Nossa Senhora de Fátima está 90% executada

Ao todo, são cerca de 3.150 metros de ciclovia, da divisa com São Vicente até a Praça dos Andradas, no Centro

Comentar
Compartilhar
11 AGO 2020Por Da Reportagem13h28
Resta apenas a extensão de 100 metros entre o Sesi e a Rua Boris KauffmannFoto: Divulgação/PMS

No escopo do programa Nova Entrada de Santos, as obras da ciclovia da Avenida Nossa Senhora de Fátima, na Zona Noroeste, têm 90% dos serviços realizados. Pronta em todo o percurso até a Rua Júlia Ferreira de Carvalho, correspondente à 1ª etapa das intervenções do programa. Também no trecho desta via até a Rua Itanhaém (2ª etapa), no Saboó, resta apenas a extensão de 100 metros entre o Sesi e a Rua Boris Kauffmann.

O trecho será executado, a pedido da CET-Santos, somente após a conclusão da ponte sobre o Rio São Jorge e a entrega do viaduto do bairro São Manoel, por motivos de segurança e para não prejudicar o trânsito de caminhões. A previsão de término da ponte é para o final de setembro e, a partir daí, o prazo de execução da ciclovia no trecho restante é de um mês.

Ao todo, são cerca de 3.150 metros de ciclovia, da divisa com São Vicente até a Praça dos Andradas, no Centro. Os trabalhos foram vistoriados na manhã desta terça-feira (11) pelo prefeito Paulo Alexandre Barbosa, que fez trajeto de bicicleta da confluência da Avenida Jovino de Melo até o Paço Municipal, no Centro. "Todo esse percurso fará uma grande ligação do nosso circuito cicloviário da Cidade. A visita in loco da equipe é importante para melhorarmos cada vez mais a malha de Santos", afirmou o prefeito.

Também acompanharam a inspeção o ouvidor público Rivaldo Santos, o assistente técnico da Secretaria de Infraestrutura e Edificações (Siedi), Nilson Barreiro, e o gerente de projetos da CET, Carlos Eduardo da Silva Tross.

No trajeto, prefeito e técnicos verificaram a revitalização executada na ciclovia da divisa com São Vicente até a Rua Júlia Ferreira de Carvalho. O novo trecho construído compreende da Júlia Ferreira até a Rua Itanhaém, no Saboó, onde é feito desvio pelo bairro, interligando o percurso à ciclovia da Martins Fontes.

Mais ciclovia

Dentro das obras da ponte sobre o Rio São Jorge também está prevista a construção de 450m de ciclovia, bem como em toda a Avenida Beira Rio – trecho de 1.345m, a ser interligado à Jovino de Melo. As obras são executadas pelas empresas Terracom e Queiroz Galvão, com supervisão da Siedi, dentro do conjunto de obras gerenciadas pelo arquiteto Wagner Ramos, também secretário de Serviços Públicos (Seserp).