Carros elétricos facilitam prisão após roubo em Praia Grande

Com ajuda dos equipamentos, um rapaz foi preso ao roubar uma corrente de ouro.

Comentar
Compartilhar
30 JAN 201317h10

Em apenas seis dias de atividades, os dois carros elétricos que estão em teste no patrulhamento da Guarda Civil Municipal (GCM) de Praia Grande já apresentam resultados. Na tarde de terça-feira (29), um flagrante de roubo foi realizado com o auxílio de um dos equipamentos, que já têm a aprovação de moradores e turistas. Um rapaz foi detido após ser visto roubando uma corrente de ouro de um turista, na areia da praia.

Praia Grande é o primeiro município do Estado a utilizar carros elétricos, livres de impactos ambientais, como instrumento de reforço na segurança. O projeto piloto que usa os veículos no patrulhamento da orla da praia, no calçadão, pela Guarda Civil Municipal foi apresentado pelo prefeito Alberto Mourão, na manhã da última sexta-feira (25).

Os resultados, segundo o inspetor-chefe Edvaldo, já estão aparecendo tanto na aprovação das pessoas que passam pelo calçadão, como também nas ações práticas das equipes. “Além de as pessoas elogiarem e se interessarem pelo trabalho, um flagrante foi feito ontem (terça-feira) com apoio do carrinho”.

Ele contou que um rapaz havia roubado uma correntinha de um turista na praia e, quando a equipe que estava com o carrinho no calçadão percebeu, passou a acompanhar o suspeito que fugia, dando as coordenadas para a equipe do quadriciclo, que efetuou a prisão. “A natureza do trabalho com o carrinho é preventiva e ações como essa dão certo graças ao trabalho integrado das equipes”.

Praia Grande é o primeiro município do Estado a utilizar carros elétricos (Foto: Divulgação)

Com os carrinhos, a agilidade dos guardas é maior, apesar da velocidade de 30 Km por hora que garante a segurança de quem passeia pelo calçadão. “Nossa função é orientar as pessoas a respeito do Código de Posturas do Município. A segurança ostensiva acaba sendo uma consequência”, ressaltou.

As situações mais comuns desde que o projeto foi implantado, segundo o GCM Rodrigues, um dos oito guardas que operam o carro elétrico, têm sido com relação às linhas de pipa com cerol e também a respeito de animais na faixa de areia da praia.

Adriana Souto Cano, 37 anos, e Moisés da Silva Camargo, 31, moram no bairro Ocian, viram os carrinhos em ação e aprovaram a iniciativa. “Tudo que é feito para melhorar a segurança é sempre bem recebido. Os carrinhos facilitam a locomoção dos guardas, assim como as bicicletas, porém para finalidades distintas. É bom ver que a Administração se preocupa e está fazendo algo pela população”.

A intenção do prefeito Alberto Mourão, caso o projeto seja aprovado, é expandir a utilização do equipamento, após processo licitatório, colocando 20 veículos patrulhando as ciclovias da Cidade e pontos estratégicos.

Por enquanto, um dos carros faz o patrulhamento entre os bairros Forte e Aviação e o outro, entre Tupi e Mirim, sempre das 7 às 19 horas.

Os dois veículos são do modelo carryal 232 cargo box, com capacidade para dois passageiros e carga cada um, chassis em alumínio, carenagem envolvente em armoflex (polimero plástico revestido) com toldo e para-brisa fixo, motor elétrico de 48 volts, suspensão independente com feixes de molas, 6 baterias tracionárias de 8volts cada totalizando 48volts.