X

Cotidiano

Capitania dos Portos apreende três embarcações durante o Carnaval no Litoral de São Paulo

Mais de 3.500 embarcações foram inspecionadas de 09 a 18 de fevereiro durante ação de intensificação da fiscalização do transporte aquaviário

Luana Fernandes

Publicado em 19/02/2024 às 16:08

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Fiscalização foi feita em todo Litoral de São Paulo / Divulgação/Capitania dos Portos

3.610 embarcações foram inspecionadas entre 09 e 18 de fevereiro, período de Carnaval. A  informação vem da Capitania dos Portos de São Paulo (CPSP), que, juntamente com a Delegacia da Capitania dos Portos em São Sebastião (DelSSebastião), ambas subordinadas ao Comando do 8º Distrito Naval (Com8ºDN), intensificaram as ações de fiscalização do tráfego aquaviário no Litoral Paulista. Três embarcações foram apreendidas durante a ação e 131 foram notificadas durante a ação.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

As principais ocorrências registradas foram a falta de documentação obrigatória da embarcação, falta de habilitação do condutor e falta de itens de segurança obrigatórios (como coletes salva-vidas). Segundo a Capitania, estas embarcações infringiram as regras previstas na Lei de Segurança do Tráfego Aquaviário (Lei nº 9.537/97), que prevê a possibilidade de penalidades como a aplicação de multa, suspensão da habilitação do condutor e a apreensão da embarcação conforme a gravidade da infração.

A fiscalização do Comando tem como objetivo contribuir para o incremento da segurança da navegação em todo o litoral do Estado de São Paulo, bem como nas demais cidades do interior do Estado dentro de suas áreas de jurisdição, totalizando 196 municípios. Um trabalho executado para proporcionar o bem estar de banhistas, condutores e outras categorias ligadas ao uso do mar, bem como com a fiscalização e o cumprimento das normas.

Além de embarcações e condutores, foram também inspecionadas 47 marinas. Ao longo desse período, foram recebidas ainda 10 denúncias de acidentes, que ensejaram a abertura dos devidos inquéritos para apuração dos fatos e responsabilidades.

“Esses resultados ressaltam a importância das ações de fiscalização para coibir práticas que possam comprometer a segurança das atividades de esporte e recreio e a salvaguarda da vida humana durante esse período de intenso uso do mar e águas interiores por parte da população”, explica a Capitania através de nota encaminhada à Reportagem.

Apoie o Diário do Litoral
A sua ajuda é fundamental para nós do Diário do Litoral. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós do Diário do Litoral temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para o Diário do Litoral continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

SAÍDA CONTURBADA

Neymar foi dispensado pessoalmente por técnico do PSG, afirma jornal

Treinador trabalhou com Neymar durante três anos, quando comandou o Barcelona; em julho de 2023 se encontraram no PSG

PROTESTOS

Jogadoras protestam contra retorno de treinador acusado de assédio ao Santos

Kleiton Lima havia deixado o cargo em setembro de 2023, após ser acusado de assédio sexual e moral por 19 jogadoras; Santos recontratou profissional nesta terça

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter