Bailes de Carnaval são suspensos em clubes tradicionais de Santos

Inter e Vasco cancelaram as festas por não terem licença da Prefeitura. O anúncio foi feito através de comunicado oficial aos associados

Comentar
Compartilhar
14 FEV 201500h23

Os tradicionais bailes de Carnaval nos clubes foram suspensos em Santos. Instituições centenárias e com festas carnavalescas reconhecidas nacionalmente como o Internacional de Regatas e o Vasco da Gama não cairão na folia este ano. O anúncio foi feito através de comunicado oficial aos associados.

O motivo? “Não obtivemos êxito na concessão de licenças administrativas exigidas, apesar de tentarmos até o último momento. Essa situação se deu em razão da morosidade e excesso de burocracia da máquina administrativa, vez que apresentamos os projetos necessários em setembro de 2014 e somente foram aprovados em janeiro de 2015. Com a aprovação passamos a executar todo o necessário. Sendo assim, em obediência aos princípios da legalidade e da segurança jurídica, a diretoria decidiu pela suspensão dos bailes de Carnaval”, explica o comunicado da diretoria do Inter.

O mesmo explicou a diretoria do Vasco da Gama. “Informamos que estão suspensos os bailes de Carnaval neste ano porque não obtivemos êxito na concessão de licenças administrativas exigidas. A Diretoria Executiva do clube não mediu esforços até o último momento”.

Questionada sobre a situação pela Reportagem do Diário do Litoral, a Prefeitura de Santos garante que somente a Capital Disco e o Mingo Danças. Segundo a Administração, a primeira foi vistoriada e aprovada na tarde de quinta-feira, dia 12. Já a segunda recebeu o engenheiro da Secretaria de Infraestrutura e Edificações (Siedi) ontem pela manhã.

Sobre toda a burocracia necessária, a Prefeitura também esclarece: para fazer o pedido de alvará provisório para realização de bailes de Carnaval é exigida a licença permanente de funcionamento que somente os estabelecimentos com Auto de Vistoria de Segurança (AVS) emitido pela Administração Municipal obtém, após a apresentação de uma série de documentos técnicos e do Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB). “Dentro dos trâmites normais, que são os mesmos há anos, os interessados em realizar bailes de carnaval devem protocolar o pedido até uma semana antes da festa para que a Siedi tenha tempo hábil para fazer a vistoria”, explica.

A Reportagem do DL também tentou contato com demais clubes de Santos que tradicionalmente promovem bailes de carnaval. O Clube XV, segundo a gerente Thaís Monteiro, não promoverá bailes este ano por conta de uma reforma no salão, por isso não fez pedido de licença.

Mesmo sem programação, clubes vão abrir as portas para associados (Foto: Matheus Tagé/DL)

Programação

Mesmo sem programação de carnaval, Inter e Vasco funcionarão normalmente para os associados. O Clube Internacional de Regatas funcionará das 7 às 24 horas nos dias de Carnaval. “Procurando garantir o lazer do associado o restaurante a ‘la carte’ funcionará normalmente. Nesses dias a piscina também funcionará e haverá serviço no deck com música ao vivo, para lazer dos sócios e seus convidados, nos moldes do senadinho”, finaliza o comunicado.

O Clube de Regatas Vasco da Gama também manterá secretaria e piscina funcionando normalmente. A secretaria, no sábado, abrirá das 8 às 19 horas e de domingo à terça das 8 às 14 horas. Já a piscina funcionará todos os dias de festa das 8 às 20 horas.

Colunas

Contraponto