Autoridades de meio ambiente se reúnem em Santos para discutir contenção de óleo

Organizado pela Cetesb, o encontro reuniu secretários de Meio Ambiente e representantes de defesas civis e de empresas de limpeza urbana de cidades da região

Comentar
Compartilhar
14 NOV 2019Por Da Reportagem16h00
Técnicos da Cetesb esclareceram questões referentes ao manuseio e ao recolhimento do óleoFoto: Divulgação/PMS

Santos sediou nesta quinta-feira (14) a primeira reunião realizada fora da Capital para abordagem de possíveis ações referentes à mancha de óleo que atinge o litoral do País.

Organizado pela Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) e realizado no Orquidário Municipal, o encontro reuniu secretários de Meio Ambiente e representantes de defesas civis e de empresas de limpeza urbana de cidades da região.

Segundo a assessoria de imprensa da Cetesb, a informação transmitida pelo governo federal é de que "são muito baixas" as possibilidades da substância derivada do petróleo chegar ao litoral paulista. Contudo, são realizadas discussões a fim de preparar os municípios para qualquer eventualidade no futuro.

Durante o encontro, técnicos da Cetesb esclareceram questões referentes ao manuseio e ao recolhimento do óleo. Também foi formado um grupo regional de trabalho que terá como coordenadores os participantes da reunião.

Também compareceram técnicos da Fundação para Conservação e Produção Florestal do Estado de São Paulo, do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e da Marinha do Brasil.

SANTOS

Um dos participantes foi o secretário de Meio Ambiente de Santos, Marcos Libório, que obteve mais detalhes sobre o assunto. "Foram abordados o panorama atual do Nordeste e as incertezas quanto à origem e ao volume do produto", relata, lembrando que também recebeu instruções sobre as práticas utilizadas para limpeza das praias.