Atenção com os morros continua após Plano Preventivo de Defesa Civil

Nesta época do ano, as áreas de risco passam por vistorias de rotina duas vezes por semana, sob responsabilidade dos técnicos

Comentar
Compartilhar
11 JUN 201419h28

Apesar de já passado o período do Plano Preventivo de Defesa Civil (PPDC), em prática de dezembro e abril, quando as chuvas são mais intensas, os morros de Santos continuam a receber o trabalho preventivo para evitar incidentes. Nesta época do ano, as áreas de risco passam por vistorias de rotina duas vezes por semana, sob responsabilidade dos técnicos da Defesa Civil, que conta com profissionais especializados, como geólogos, engenheiros, educadora, e outros técnicos, além da verificação das ocorrências informadas pelo telefone 199 (24 horas).

“Fora do PPDC são intensificados os pedidos de obras de contenção e de planejamento para o próximo período chuvoso, com o trabalho de revisão do PMRR (Plano Municipal de Redução de Riscos)”, explica o coordenador técnico da Defesa Civil, Ernesto Tabuchi. Para evitar ocorrências, os moradores dos morros devem seguir algumas recomendações, como não fazer aterros ou cortes no solo, não remover vegetações e nem jogar lixo em encostas e conduzir corretamente as águas das residências para os sistemas existentes.

Os morros de Santos continuam a receber o trabalho preventivo para evitar incidentes (Foto: Matheus Tagé/DL)

Sinais de perigo

Fique atento a rachaduras no solo, paredes e pisos das casas, postes e árvores inclinados, estalos em rochas e em águas mais barrentas que o normal.  A qualquer um destes sinais, ligue para a Defesa Civil (199).