X
De olho no Poder

Márcio França explica chapa Lula-Alckmin e garante que será candidato em SP

O ex-governador Márcio França (PSB) confirmou que será candidato ao Governo de São Paulo em 2022, em entrevista a esta coluna na sede estadual do PSB, na zona sul da Capital, na manhã desta sexta-feira (19). “Garanto que serei, se depender da minha vontade”, disse. O líder pessebista também contou em que pé está a negociação da chapa para presidente entre Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Geraldo Alckmin (de saída do PSDB), que ele está sendo figura decisiva na articulação. “O que está havendo agora é assim: levantaram a lebre, mas pensaram que o PT fosse responder ‘imagine, nunca’. Mas então o Lula falou coisas positivas [sobre a união com Alckmin], e teve respostas também positivas. Está ainda distante da situação concreta, mas houve uma embrulhada nacional”. Ele ainda confirmou a informação de que o PSB condicionou a criação da chapa ao apoio do PT em seis estados nas eleições governamentais no próximo ano: São Paulo, Rio, Pernambuco, Rio Grande do Sul, Espírito Santo e Acre.

Mais articulações

Apesar de declarações contrárias de dirigentes petistas, o vereador Celso Giannazi (PSOL) não descarta a possibilidade do PT retirar a pré-candidatura de Fernando Haddad ao Governo de São Paulo em 2022 para apoiar Guilherme Boulos (PSOL) ao cargo. Ele afirmou, porém, que essa será uma discussão a ser feita só no próximo ano. “Primeiro, [a intenção] é acabar com essa hegemonia do PSDB de mais de 30 anos, e nunca esteve tão propício. Este é o momento de não rachar o campo progressista, de unir, e então no começo do ano que vem vamos discutir nomes”, disse à coluna.

Produção de queijos

Entrou em vigor nesta sexta-feira a lei que flexibiliza as regras para produção de queijos, mel e outros produtos artesanais de origem animal no estado de São Paulo. A proposta é de autoria do governo João Doria (PSDB) e foi aprovada pela Assembleia Legislativa de São Paulo em outubro. “A nova lei, além de atender a demanda do consumidor, traz toda uma criação de riqueza", celebrou Christophe Faraud, presidente da Associação Paulista do Queijo Artesanal (APQA).

Bom Prato sem atendimento

O Governo de São Paulo negou o pedido da deputada estadual Márcia Lia (PT) para reabrir 30 unidades de restaurantes da rede Bom Prato aos fins de semana e feriados. O funcionamento havia sido expandido para essas datas no ano passado devido à crise social causada pela pandemia, mas foi encerrado em 30 unidades em agosto. “Famílias inteiras dependiam dessas refeições aos fins de semana e agora não sabem como irão se alimentar. É um absurdo que o governo do Estado feche as portas e os olhos para essas pessoas", lamentou a parlamentar.

Proteção aos animais

A Alesp aprovou nesta semana uma proposta que obriga condomínios residenciais e comerciais a comunicar casos de maus-tratos a animais aos órgãos de segurança pública. De autoria do deputado Bruno Ganem (Podemos), o projeto de lei ainda impõe que a comunicação deve ser feita de imediato, quando a ocorrência estiver em andamento, ou em até 24 horas após a ciência do ocorrido. Caso a obrigação seja descumprida, será cobrada uma multa de 200 Unidades Fiscais do Estado de São Paulo, que atualmente corresponde a R$ 5,8 mil.

Foto: Ettore Chiereguini

Por Bruno Hoffmann

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

GUERREIRA

Itanhaém: catadora de recicláveis faz objetos para se manter

Há cerca de 25 anos, desde 1996, ela recolhe o material reciclável nas ruas, quando veio de São Paulo para morar em Itanhaém

REPROVADO

Válter Suman veta Vaquejada em Guarujá

Proposta de autoria do vereador Fernando Martins dos Santos (PSDB) havia passado na Câmara

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software