X
Brasil

Ciclone subtropical no Sul do País começa a se afastar do litoral

Informação é da Defesa Civil Nacional. Alerta para rajadas de vento, frio intenso e geadas permanece em grande parte do Brasil nos próximos dias

Massa de ar frio segue provocando baixas temperaturas e sensações térmicas críticas nas regiões Sul, Sudeste, Centro-Oeste e Norte / Paulo Pinto/Fotos Públicas

O Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), por meio da Defesa Civil Nacional, informa que o ciclone subtropical Yakecan começou a se afastar do litoral brasileiro, sendo descartada a possibilidade de um furacão atingir o País. Apesar disso, o alerta para rajadas de vento nas regiões Sul e Sudeste e para o frio intenso e geadas em grande parte do Brasil permanece nos próximos dias.

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), o ciclone já passou pelo litoral do Rio Grande do Sul, provocando ventos de 96km/h no município de São José dos Ausentes, e, neste momento, segue em direção aos estados de Santa Catarina, Paraná e São Paulo, com menos intensidade do que o previsto e se afastando da costa. Ainda assim, a recomendação para que a população adote medidas de autoproteção se mantém. Os ventos fortes podem atingir até o município de Cabo Frio, no Rio de Janeiro.

De acordo com o Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad) do MDR, não houve registro de danos humanos durante a passagem do ciclone pelo Rio Grande do Sul. "Tivemos ocorrências de quedas de árvores e algumas estruturas foram atingidas, como postes de iluminação, deixando mais de 200 mil residências sem energia no litoral e na Serra Gaúcha", informa o coordenador-geral de Gerenciamento de Desastres da Defesa Civil Nacional, Tiago Molina Schnorr. "Além disso, um hospital foi afetado em Tramandaí e ficou destelhado, mas a defesa civil municipal já está em atuação no local", completa. Em Santa Catarina, o ciclone provocou rajadas de vento intensas e segue com força nesta quarta-feira (18).

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

Frio intenso

Em paralelo ao ciclone, uma massa de ar frio segue provocando baixas temperaturas e sensações térmicas críticas nas regiões Sul, Sudeste, Centro-Oeste e Norte. O alerta também inclui a possibilidade de geadas nos próximos dias.

"Com o avanço da intensa massa de ar polar, inclusive para os estados do Acre e de Rondônia, esperamos uma diminuição das temperaturas mínimas pela manhã e durante a madrugada, em especial, nos próximos dois dias. A situação é atípica para esta época do ano", alerta Tiago Schnorr.

Nesta quinta-feira (19), a previsão é de geada moderada na Serra da Mantiqueira (SP e MG) e fraca no sul de Goiás, de São Paulo e do Mato Grosso, assim como no centro-sul de Minas Gerais, no Triângulo Mineiro e em diversas áreas do Mato Grosso do Sul.

Na sexta-feira (20), o sul do Paraná deve registrar geada moderada. Já para o planalto norte de Santa Catarina e do Paraná, sul e leste do Mato Grosso do Sul, centro-oeste de São Paulo e sul do Mato Grosso, de Goiás e de Minas Gerais, a previsão é de geada fraca.

"Com esse panorama, recomenda-se especial atenção com as populações mais vulneráveis, como crianças, idosos e enfermos, além das pessoas em situação de rua. Ingerir bastante líquido, evitar locais fechados e se manter aquecido estão entre os principais cuidados. Vale destacar, também, a atenção com os animais de estimação, que precisam ser abrigados e protegidos do frio", conclui Schnorr.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Esportes

Após forçar saída, Marinho reencontra Santos em meio à pressão no Flamengo

Marinho é reserva no Flamengo, e fez apenas dois gols em 23 jogos na temporada

São Vicente

São Vicente inicia processo de rescisão de contrato com a Otrantur nesta sexta-feira (1º)

Prefeito Kayo Amado anunciou o desligamento da empresa em live nas redes sociais

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software