X

Automotor

Motos da SWM Motorcycles chegam ao Brasil em 2024

Shineray do Brasil anuncia chegada da SWM Motorcycles ao país, para fase de testes e homologação de produtos

Edmundo Dantas - AutoMotrix

Publicado em 10/12/2023 às 08:24

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

A Gran Milano é uma scrambler urbana / Divulgação

A Shineray do Brasil dará início aos testes e processos de homologação dos primeiros modelos da SWM Motorcycles, que chegarão ao país em 2024. A SWM ou SV.VM, sigla cujo significado é “Sironi Vergani Vimercate Milano”, é uma fabricante italiana fundada em 1971 pelos pilotos de enduro Piero Sironi e Fausto Vergani. Como uma prática comum em empresas italianas, a sigla representa as iniciais dos sobrenomes dos fundadores e da região onde a empresa foi fundada – Vimercate, na periferia de Milão. A dupla desenvolveu seus próprios equipamentos para competições europeias de enduro e motocross até 1984, quando a empresa fechou as portas. Em 2014, a marca foi adquirida pelo conglomerado chinês Shineray Group e passou a produzir seus modelos na cidade de Biandronno, na Lombardia, próxima a Milão. Sua chegada ao mercado brasileiro fará com que motos de médias e altas cilindradas com design europeu passem a ser montadas diretamente na fábrica da Shineray, em Suape, Pernambuco. 

A primeira SWM a desembarcar na fábrica brasileira da Shineray será a Gran Milano, um modelo de 500 cilindradas que marcou presença entre os lançamentos do último Salão de Milão – o mais importante evento da indústria de duas rodas do mundo, ocorrido este ano de 7 a 12 de novembro. “O modelo de estreia já está passando por testes na China e deverá desembarcar no Brasil, para homologação, entre maio e junho do ano que vem”, explica Thomas Medeiros, diretor de Infraestrutura e Logística da Shineray do Brasil. “O ano de 2024 será de testes e de processos de homologação dos primeiros modelos, pois muitas das motos que temos na Europa serão customizadas para atender ao perfil do público brasileiro”, acrescenta o executivo. 

A expectativa é que as vendas só ocorram um ano depois, em 2025 – as motos serão disponibilizadas nas lojas da Shineray e em futuras concessionárias próprias da SWM. Outras motos do portfólio da marca italiana, como a SuperDual e a Six, deverão passar por uma análise de mercado antes de virem oficialmente ao Brasil. Com fábricas no norte da Itália e na China, a paixão pelo enduro é uma das características da SWM, que conquistou admiração e reconhecimento pelo histórico vitorioso em competições durante os anos 70. O design dos modelos de motocicletas, marcadamente italiano, inspira-se na tradição e na originalidade. A SWM é atualmente uma das patrocinadoras da Internazionale de Milão para a temporada de 2023/2024. 

No site da SWM, há informações de que a Gran Milano é uma scrambler urbana com motor de dois cilindros paralelos com 494 cm3, com arrefecimento a líquido e transmissão de 6 marchas, que entrega 47,5 cavalos de potência. Tem dois discos de freio na dianteira e um na traseira, suspensão invertida na frente, altura do assento de 79 centímetros e um peso declarado de 188 quilos. Já a SuperDual é uma trail com motor monocilíndrico de quatro tempos de 600 cm3 e transmissão de 6 marchas, com 54 cavalos. A altura do assento é de 86 centímetros e o peso, de 169 quilos. De acordo com Medeiros, a estratégia da Shineray do Brasil é explorar as motos com até 250 cilindradas com selo próprio. A partir de 300 cilindradas e chegando futuramente até 1.200 cc, os produtos comercializados no país serão da SWM Motorcycles. Um dos maiores modelos da SWM é a custom Stormbreaker V 1200, com um motor V-twin de 1.200 cm³. “Em nossas constantes avaliações do mercado, percebemos o aumento da procura por motos de cilindradas mais altas. A SWM Motorcycles tem motos tecnologicamente avançadas, acessíveis, com força e tradição para oferecer o melhor para o nosso público”, avalia Medeiros. 

Leia esta matéria também na Gazeta de S. Paulo

Apoie o Diário do Litoral
A sua ajuda é fundamental para nós do Diário do Litoral. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós do Diário do Litoral temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para o Diário do Litoral continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Economia

Com prejuízo de R$ 500 mi, Carrefour anuncia o fechamento de 123 lojas

Entre as unidades fechadas, 16 são hipermercados da própria marca; os demais são de bandeiras Todo Dia, Nacional e Bom Preço

Cotidiano

Congestionamento na Rodovia Anchieta já passa de 10 quilômetros

Cinco pontos do Sistema Anchieta-Imigrantes apresentam congestionamentos em direção ao Litoral; confira quais

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter