23h : 49min

Conheça o
Caderno + DL

Ler

Assine o Jornal por R$8
por mês no plano atual

AssineLer Jornal

Lucas Lima diz que Santos merece título e critica desempenho do rival

O camisa 10 voltou a cutucar o Palmeiras e disse não gostar do futebol apresentado pelo arquirrival, que pode garantir o título do Brasileirão neste domingo

Comentar
Compartilhar
23 NOV 2016Por Alyson Gonçalo18h28
Lucas Lima não está nada satisfeito com a possibilidade do Palmeiras garantir o título do BrasileirãoFoto: Divulgação/Santos FC

O meia Lucas Lima não está nada satisfeito com a possibilidade do Palmeiras garantir o título do Brasileirão neste domingo, restando duas rodadas para o término da competição. O jogador acredita que o Santos, vice-líder e a seis pontos da liderança, merece ficar com a conquista nacional e fez críticas ao desempenho do rival alviverde nesta reta final de competição.

Segundo o camisa 10, o Alvinegro Praiano joga mais bonito que o Verdão. As declarações do atleta fazem parte de mais um episódio da rivalidade formada entre as equipes nos últimos anos. No ano passado, os jogadores de ambas as equipes trocaram alfinetadas em meio à briga pelo título da Copa do Brasil e Paulistão. Em muitas delas Lucas Lima foi o protagonista.

”Tenho certeza (que Santos merece ser campeão). Pela campanha que fizemos, pelo segundo turno de campeão, mas infelizmente ainda não conseguimos chegar no Palmeiras. Sem dúvidas (Santos tem futebol mais bonito). Nosso time é muito qualificado, desde a defesa, sai jogando, com movimentações. O professor Dorival mudou nosso estilo de jogo, ficamos mais com a bola. Isso vem dando resultado”, afirmou Lucas.

“O justo seria nós campeões. Mas eles estão fazendo por merecer. Não podemos tirar o mérito. Abriram diferença e souberam jogar da maneira que jogam, com o futebol deles, agradando ou não, são líderes. Não temos muito o que falar. Não satisfeito pelo segundo lugar, mas estou feliz”, completou o jogador.

Apesar dos elogios de Lucas Lima, o Santos dificilmente ficará com o título da competição. Precisaria, na verdade, de um milagre. Com 68 pontos – seis a menos que o Palmeiras -, a equipe precisará vencer o Flamengo, neste domingo, no Maracanã, e o América-MG, além de torcer por derrotas do rival contra a Chapecoense, no Allianz Parque, e Vitória, no Barradão.

Nesta hipótese anteriormente citada, o Alvinegro chegaria também aos 74 pontos, mas venceria a competição por conta do número de vitórias (23 a 22). Incomodado com a difícil situação, o jogador lembrou de resultados negativos na competição, como as derrota para Figueirense e Internacional, na Vila Belmiro, e para o lanterna América-MG, em Minas Gerais.

“Acabamos tropeçando contra times da parte de baixo, isso vai ficar. São detalhes... um jogo faria diferença. Mas tenho orgulho de fazer parte desse grupo, pelo nosso trabalho, trabalho do Dorival, a forma com que jogamos. Nossos dados são muito bons. Eu fico feliz e orgulhoso por fazer parte desse grupo”, completou.

Colunas

Contraponto

Construtora CredLar