X

Saúde

Bebê de 1 ano é a primeira vítima da dengue confirmada em Cubatão

Segundo a Prefeitura, confirmação foi feita pelo Instituto Adolfo Lutz (IAL) no último sábado, dia 6

Luana Fernandes

Publicado em 11/04/2024 às 19:20

Atualizado em 11/04/2024 às 19:48

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Cubatão tem 32 casos confirmados para dengue no município / Divulgação

A primeira morte causada pela dengue em Cubatão foi confirmada nesta quarta-feira (11). Segundo a Secretaria de Saúde de Cubatão, o resultado atesta que houve óbito por dengue de uma criança de 1 ano de idade. "O óbito ocorreu em 14 de março e estava em investigação pelo Sistema de Verificação de Óbito (SVO) do Governo do Estado. O resultado foi confirmado em 6 de abril pelo Instituto Adolfo Lutz (IAL)", informou através de nota.

Siga as notícias do Diário do Litoral no Google Notícias

Segundo o boletim de casos divulgado nesta quinta-feira (11), 32 casos registrados foram confirmados para dengue no município, um a mais em relação ao boletim anterior, do dia 5. O número de casos descartados mantém-se em 322 no boletim atual e são 5 os casos inconclusivos. O número de notificações em investigação subiu de 286 para 322.

A distribuição dos casos confirmados está da seguinte maneira: 5 ocorreram no Jardim Casqueiro e outros 5 na Vila Natal; 4 na Vila Esperança; 3 na Vila São José; 2 na Vila dos Pescadores, 2 na Vila Couto e 2 na Vila Ponte Nova; além de casos no Centro, Cota 200, Fabril, Jardim Santa Tereza, Jardim Nova República, Bolsão 7, Iha Bela, Jardim 31 de Março e Parque São Luiz (1 em cada).

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

Os boletins são atualizados às terças e quintas-feiras.

Em relação à chikungunya, o número de casos confirmados mantém-se em 2; o número de casos descartados segue em 23 e 47 notificações estão em investigação. Sobre zika vírus, não há notificações.

GRUPO TÉCNICO

O Grupo Técnico de Combate à Dengue foi instituído pela Secretaria de Saúde de em 21 de fevereiro com o objetivo de traçar as estratégias do município frente ao cenário nacional de epidemia e o estado de emergência decretado pelo Governo de São Paulo no dia 5/3 após o Estado ter ultrapassado a marca de 300 casos confirmados da doença para cada grupo de 100 mil habitantes. Com os 31 casos confirmados até o momento, Cubatão registra 27,5 casos por 100 mil habitantes (população de 112.476 pessoas IBGE, 2022).

Em Cubatão, o atendimento às pessoas com sintomas da dengue é feito nas unidades de urgência e emergência: Pronto-Socorro Central e Pronto-Socorro Infantil, na região central, e Unidade de Pronto Atendimento (UPA), no Jardim Casqueiro.

O Serviço de Controle de Zoonoses de Cubatão (SCZ) realiza fiscalizações e implementa ações para combater a proliferação do mosquito Aedes Aegypti, transmissor de dengue, zika e chikungunya em toda a cidade, com visita de casa em casa, todas as sextas-feiras. Durante o mutirão, os agentes de endemias buscam criadouros e orientam a população sobre a eliminação de focos e o aparecimento de sintomas da dengue. Além disso, os agentes de endemias da equipe de Informação, Educação e Comunicação estão engajados em atividades sociais, escolas, unidades de saúde e na zona industrial, promovendo ações preventivas e de orientação.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Nacional

Conheça o novo vírus mayaro, que provoca febre, dores e pode chegar na área urbana

Cientistas da Unicamp, USP, Imperial College de Londres e Universidade de Kentucky (EUA) pedem medidas urgentes de vigilância epidemiológica a fim de evitar avanço da doença

Santos

Restaurante e patrimônio gastronômico de Santos, Sideral completa 60 anos

Localizado no número 562 da Avenida Francisco Glicério, o hoje restaurante foi fundado originalmente na Rodrigues Alves

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter