X

PERDA NA MÚSICA

Morre o músico Bebeto Castilho, integrante do Tamba Trio, aos 83 anos

Cantor foi vítima de um mal súbito; ele conhecido por ser um grande instrumentista e compositor brasileiro

FOLHAPRESS

Publicado em 11/03/2023 às 12:03

Atualizado em 11/03/2023 às 12:06

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Bebeto Castilho (1939 2023) em foto promocional do álbum 'Amendoeira', de 2006 / Divulgação

Morreu na noite desta sexta-feira, aos 83 anos, o cantor Bebeto Castilho, vítima de um mal súbito.
Adalberto José de Castilho e Souza era carioca de nascença e conhecido por ser um grande instrumentista e compositor brasileiro. 

Bebeto viveu 68 anos de uma grande trajetória musical, com passagens no conjunto de Ed Lincoln, além de ter acompanhado a cantora Maysa em excursões pelo Brasil, Argentina, Uruguai e Chile. Formou também, nos anos 60, o Tamba Trio, com Luiz Eça e Hélcio Milito. 

Até 1975 atuou no grupo gravando vários discos e, em 1976, lançou pela Tapecar seu primeiro álbum solo, "Bebeto", onde ficou a cargo dos vocais, do baixo e da flauta -trabalho que foi relançado em CD na Inglaterra, pelo selo Whatmusic, em 2002. 

Ao lado de Luiz Eça e Hélcio Milito, reintegrou-se ao Tamba Trio em 1982, para comemorar os 20 anos de carreira do grupo. Em 2006 lançou o CD "Amendoeira", produzido por seu sobrinho Marcelo Camelo, cantor, compositor, guitarrista e então vocalista da banda Los Hermanos.

Na bagagem, Bebeto colecionava parcerias com Sérgio Mendes, Nara Leão, Carlos Lyra, Sylvia Telles, Edu Lobo, Chico Buarque, Milton Nascimento, entre outros. 

À Folha de S.Paulo, Luiz Bakker, filho de Bebeto com sua esposa Evelyne Bakker, conta que a morte foi repentina. No entanto, o artista havia sofrido uma queda em meados de dezembro de 2022. Ele bateu a cabeça e desmaiou. Bebeto deu entrada e ficou internado por um mês no Hospital Casa Evangélica, no bairro Barra da Tijuca, Rio de Janeiro. 

Mesmo em recuperação, Bebeto ficou com sequelas por conta da idade e faleceu às 19h20 do dia 10 de março, após sofrer um mal súbito. O cantor estava acompanhado de sua família em seu apartamento no bairro carioca de Vila Isabel. "Perdi meu pai e o Brasil perdeu um grande músico, mas seu legado sempre permanecerá vivo", diz Luiz.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Guarujá

Homem é flagrado furtando moto em Guarujá; VÍDEO

Caso ainda está sendo investigado por autoridades policiais

Cotidiano

Guarujá amplia horário comercial até meia-noite

Comerciantes da região podem manter seus estabelecimentos abertos das 8 horas até a meia-noite

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter