Cultura

Freddie Mercury destruiu camarim no Rock in Rio de 1985; relembre o caso

O cantor, de acordo com o repórter Amin Khader que trabalhou nos camarins do evento em 1985, exigiu que o corredor para seu camarim fosse liberado para que ele pudesse passar

LORRAINE PERILLO - FOLHAPRESS

Publicado em 08/09/2022 às 21:26

Compartilhe:

Freddie Mercury, do Queen, em 1985 / (Foto: Mark Allen / AP Photo)

Dono de um dos principais shows da história do Rock in Rio, o Queen também teve uma passagem tumultuada pelos bastidores do festival. O ano era 1985, a banda liderada por Freddie Mercury -morto em 1991 em decorrência de complicações da Aids- fez mais de 100 mil pessoas cantarem em uníssono um dos maiores sucessos da banda -"Love of My Life".

Mas também protagonizou um quebra-quebra no camarim.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

O cantor, de acordo com o repórter Amin Khader que trabalhou nos camarins do evento em 1985, exigiu que o corredor para seu camarim fosse liberado para que ele pudesse passar, fazendo que outros artistas fossem obrigados a "se esconder" para que Freddie não os encontrasse. O depoimento de Khader foi dado a um documentário do Globoplay sobre o festival.

"Me lembro dele chegando de helicóptero. Ele perguntou quem estava nos corredores dos camarins, porque queria aquele espaço todo livre. Pediu cinco minutos para deixar todo o corredor livre. Fiquei maluco.

Neste dia eu tinha Erasmo Carlos, Elba Ramalho, Alceu Valença, Ney Matogrosso e o Queen. Cheguei no corredor e fui pedir para ninguém ficar lá. Um pedido inusitado dele, né?", comentou Amin.

Os outros artistas, porém, não deixaram barato: fizeram um coro de "bicha" quando Freddie se encaminhou para o palco, o que intrigou o cantor britânico.

Ao questionar sobre a tradução da palavra, o vocalista ouviu de Amin que aquilo era apenas um elogio. Amin, no entanto, tentou amenizar a situação ao esconder que a gritaria, na verdade, era um protesto homofóbico e um tanto raivoso contra Freddie.

"O Freddie perguntou o que estavam falando dele e eu disse que era um elogio. Não adiantou, ele sacou que era algo errado, entrou no camarim e quebrou tudo. Jogou tudo pro alto. Ficou indignado. E eu tive que deixar tudo arrumado de novo pra ele. Fiquei desesperado e achei que tinha perdido meu emprego, mas a família Medina mandou repor tudo e ficou tudo bem. Nunca mais esqueci disso", finalizou.

Apesar do prejuízo causado pela quebra do camarim e por todas as pequenas confusões envolvendo a banda britânica, o show do Queen é, até hoje, considerado um dos melhores do festival na opinião dos fãs, que sempre pedem a volta da banda. Em 2015, o Rock in Rio homenageou os 30 anos de evento trazendo a nova formação do Queen, com o vocalista Adam Lambert, para uma apresentação especial, que levou fãs às lágrimas.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Polícia

Homem é preso com entorpecentes em Mongaguá

Ocorrência faz parte de uma série de operações que visa atrapalhar o andamento do comércio de drogas

Cotidiano

Anchieta e Cônego Domênico Rangoni têm lentidão; veja sentidos e pontos

Motorista vai precisar sair mais cedo de casa para chegar ao seu destino no tempo certo

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter