X
Turismo

Aniversário de Pelé é convite para visitar museu em Santos, que mantém ingresso grátis

O acervo conta com cerca de 600 peças, sendo 150 delas em exibição permanente

Divulgação/Prefeitura de Santos

A entrada gratuita no Museu Pelé, que será mantida até 31 dezembro, trouxe aumento de público e tem atraído mais turistas. Morador de Pedro Leopoldo, em Minas Gerais, o técnico em segurança do trabalho Marcelo Luiz Santos, 43, aproveitou cada momento de sua primeira visita ao museu, na tarde de terça-feira (19), e olhava atentamente para o acervo, acompanhado do filho, de 13 anos. 

Enquanto olhava para camisa, coroa e cetro da homenagem de despedida de Pelé da Seleção Brasileira, em 1971, Marcelo se emocionava. “Só de ver até arrepia. A gente costuma ver muitos vídeos, consegue fazer uma retrospectiva da história e acaba se emocionando mesmo”, disse. 

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram e mantenha-se bem informado.

Ele elogiou a gratuidade, disse que foi importante na escolha de sua programação na Cidade e já se preparava para postar fotos no Instagram. “É uma divulgação que a gente acabará fazendo em Minas Gerais”, afirmou Marcelo. 

O Museu Pelé exibe documentos, camisas, chuteiras, bolas, condecorações e troféus, entre muitos outros itens do acervo pessoal do Atleta do século 20. No equipamento, o público também aprecia áudios, filmes, fotos e textos sobre a história de Pelé.

O acervo conta com cerca de 600 peças, sendo 150 delas em exibição permanente. Há itens singelos como um cofrinho e a caixa de engraxate usados na infância, bem como o rádio pelo qual ele acompanhava os jogos de futebol com seu pai. 

Foi pelo aparelho de rádio que seo Dondinho ouviu os comentários sobre a derrota do Brasil na final da Copa de 1950, diante do Uruguai - primeira vez que Pelé viu o pai chorar. E prometeu-lhe que ganharia um Mundial, o que ocorreu oito anos depois. 

Neste sábado (23), Pelé completa 81 anos. O diretor do Museu Pelé, Paulo Gonzalez Monteiro, reforça o convite a moradores e turistas com o incentivo da entrada franca. “Cada peça que se observa é um motivo a mais para a pessoa virar fã do Pelé”, diz. 

O museu fica no Largo Marquês de Monte Alegre, 1, Valongo (Centro Histórico), e funciona de terça a domingo, das 10h às 18h. O telefone de contato é (13) 3233-9670. 

EXPOSIÇÃO

O Museu segue exibindo a mostra “O Início da Lenda - Pelé sob olhar do fotógrafo José Dias Herrera” no espaço para exposições temporárias. Logo no início há uma foto de 1956, registro histórico da chegada de Pelé ao Santos. Nela, pela primeira vez, ele vestia a camisa do clube. 

“Herrera foi o único profissional (de imprensa) presente no dia em que o Pelé se apresentou aqui na Vila Belmiro, com 15 anos de idade”, destaca o diretor do museu. 

O crescimento de Pelé no Santos, ao lado de jogadores que também eram seu ídolos, a conquista do sucesso internacional, atraindo multidões, e fotos do cotidiano do craque são um grande convite aos moradores da região e aos turistas. 

São nove fotos de grande formato, uma intermediária, 21 enquadradas e 488 fotos digitais mostradas em looping. Na mostra ainda há uma camisa autografada pelo Rei do Futebol e suas pegadas na calçada da fama do museu.

GALERIA DO REI

No mesmo espaço para exposições temporárias é exibida a mostra “Pelé 80 anos”, com 15 obras. Há trabalhos de Alex Straub, Alexandre Huber, Andressa Sirius, Bomfim, Eduardo Kobra, Jessica Diskin, Kleber Nunes, Leandro Shesko, Leila & Willis, Luis Bueno, Mazinho, Paulo Von Poser, Renato Delone, Seri e Edgard 'Pesado'. Foram feitas especialmente para comemorar os 80 anos do Rei e doadas ao museu. 

No mesmo ambiente o visitante pode conhecer a ilustração Pelé Eterno, do premiado artista peruano Ivan Ciro Palomino, que chegou em 8 de outubro. A ilustração colorida mescla desenhos de Pelé em diversas fases de sua trajetória e referências de Santos, como o Bonde, o monumento de Tomie Ohtake e a Igreja do Embaré. 

O diretor do Museu Pelé destaca a novidade. “Bacana para mostrar a ligação de Santos com o Pelé e que ele está mais vivo do que nunca”. 

MURAL

O mural do artista gráfico e cartunista Sérgio Ribeiro Lemos, o Seri, que homenageia os 50 anos do milésimo gol do Rei do Futebol, também é uma das atrações e tem 200m². São oito painéis de seis metros de altura que registram os oito gols mais significativos da carreira de Pelé. 

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Mundo

Homem procura hospital com projétil de canhão no ânus e médicos acionam equipe antibomba

O objeto tem 17 cm de comprimento e 6 cm de largura

Santos

Santos realiza caminhada de conscientização sobre HIV/Aids neste sábado

Os pedestres, que devem trajar uma peça de roupa ou acessório na cor vermelha, seguirão até a Praça das Bandeiras

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software