X

Evolução

Startup cria tecnologia e aumenta a produtividade da exportação em 16 milhões de toneladas

40% da celulose exportada pelo Brasil passa pelo sistema de operação de terminais criado pela empresa santista HXtos; Solução garante 30% a mais de produtividade

Da Reportagem

Publicado em 29/02/2024 às 08:00

Atualizado em 29/02/2024 às 09:08

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

A solução encontrada pela startup para resolver um déficit do mercado de celulose foi desenvolver um "Sistema de Operação de Terminais" exclusivo para estes tipos de carga / Divulgação

Siga as notícias do Diário do Litoral no Google Notícias

Do maior porto da América Latina, 40% da celulose que sai do Brasil passa por uma tecnologia inovadora e inédita que garante mais produtividade às empresas. A HXtos é a primeira startup no mundo que surgiu da necessidade de criação de uma solução TOS (Sistema de Operação de Terminais) dedicada exclusivamente para atender a todas as especificações do processo de exportação de cargas soltas e granel sólidos. A empresa que nasceu na cidade de Santos, no litoral de São Paulo, atende as três principais empresas de celulose do país que, juntas, exportaram 16 milhões de toneladas de celulose no ano passado.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

A solução encontrada pela startup para resolver um déficit do mercado de celulose foi desenvolver um "Sistema de Operação de Terminais" exclusivo para estes tipos de carga, que virou a chave para o controle, gestão e inteligência em ambientes portuários, recintos alfandegados e armazéns gerais que lidam com carga solta como celulose, aço, além de granel como soja, milho, açúcar e fertilizantes.

"A HX surgiu no coração do maior porto da América Latina com o propósito de revolucionar o setor logístico portuário. Identificamos uma lacuna significativa neste mercado, onde não havia uma solução especializada para lidar com esses tipos específicos de carga. As soluções disponíveis até então estavam majoritariamente direcionadas para a operação de contêineres, deixando de atender as demandas particulares desse segmento", conta o empresário Luiz Simões, que fundou a empresa em 2021.

LOGÍSTICA.
A startup atende a cadeia logística de ponta a ponta, desde a origem na fábrica, exportador ou produtor até o seu destino, abrangendo o agendamento, recebimento, armazenagem, planejamento de embarque no navio, além de soluções personalizadas de acordo com a demanda. O software se integra perfeitamente com as exigências governamentais e se conecta a qualquer ERP (Sistema Integrado de Gestão Empresarial), proporcionando um atendimento completo, eficiente e integrado com todas as etapas do processo.

PRODUTIVIDADE.
Controle, gestão logística e inteligência. A HX entrega 100% de controle e monitoramento dessas operações. Isso garante 25% mais agilidade na recepção e armazenagem da carga, permitindo um aumento de 30% na produtividade e nos processos de planejamento e replanejamento de embarque. Além disso, todo o sistema é 100% integrado com as exigências da receita federal e demais órgãos anuentes.

"Com pouco mais de 2 anos no mercado somos a única e primeira startup responsável por atender o Porto de Santos e de Itaqui (em São Luís), além de quatro terminais, sendo que 72% da celulose exportada sai de Santos e passa pela solução HX. Atualmente, 40% da celulose exportada no Brasil, passa pela nossa tecnologia", pontua o fundador da HX. 

Em 2023 os três principais players do mercado tiveram números consideráveis no setor portuário no atendimento a partir da solução completa para celulose, a Break Bulk. Juntas, a Suzano, DP World e Bracell movimentaram 16 milhões de toneladas de celulose e foram responsáveis por 24 mil recepções e agendamentos de caminhões; 222 mil recepções e agendamentos de vagões ferroviários, 265 mil notas fiscais recebidas por integração SAP e atenderam 638 navios planejados em 2023. 

Segundo Rodrigo Rodrigues, Supervisor de Operações Logísticas na Suzano, a HX trouxe inovação e agilidade para a empresa.

"Num processo complexo como operações portuárias, é necessário muito desenvolvimento de processos, capacitação de pessoas e tecnologia embarcada em hardware e sistemas. Fornecedores como a HX nos permite pensar fora da caixa pois possuem a inovação como propósito. Trabalhar com desenvolvimento para um setor tão dinâmico como o portuário exige muita escuta ativa e paciência, pois a quantidade de variáveis é certamente seu maior desafio. Com um headcount capacitado e equipes engajadas em inovar, encontramos na HX um grande parceiro para nossas operações no Porto de Santos."

Planejando as novas metas para esse ano, a HX tem planos promissores para o mercado, que em breve anunciará. “Para o ano de 2024, almejamos aumentar nossa participação no volume de celulose exportado para 70% nos portos nacionais, além de estabelecer parcerias estratégicas para as soluções voltadas para grãos, expandindo nossa presença além das fronteiras do mercado brasileiro”, destaca a Head Comercial da HX, Sandy Lima.

Apoie o Diário do Litoral
A sua ajuda é fundamental para nós do Diário do Litoral. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós do Diário do Litoral temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para o Diário do Litoral continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Cotidiano

Praia Grande tem novos pontos com radares e lombadas eletrônicas; veja onde

A velocidade máxima permitida nas lombadas eletrônicas será de 40km/h e nos radares de 60km/h

ESPORTE REGIONAL

Portuários Stadium reúne crianças e adolescentes com o ThaiKids em Santos

Evento acontece no próximo dia 27

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter